Menu
Inicio Treino Yoga, corrida, CrossFit? O plano certo para quem está a começar

Yoga, corrida, CrossFit? O plano certo para quem está a começar

Só custa começar… vamos!

exercício, corrida

O melhor tipo de exercício para quem está a começar será… aquele que quem o pratica sabe que vai manter o foco e interesse.

A probabilidade de manter uma forma de condicionamento físico que odeia, temendo cada véspera de treino, é grande. Mas se encontrar uma forma de exercício que lhe dê prazer, seja treino de força, pilates, sessões de cardio ou CrossFit, provavelmente a sua prática acabará por se tornar um momento sagrado na sua semana.

Vamos esclarecer uma coisa: não importa se já esteve na no ginásio 1 ou 100 vezes. Todos ficamos nervosos antes de experimentar algo novo. Além disso, todos temos dias em que nos sentimos menos capazes. O segredo é não deixar que esses sentimentos o impeçam de começar.

Dito isto, se foi ao Google pesquisar ‘exercícios para iniciantes’ é porque é um iniciante genuíno. A melhor forma de começar ou recomeçar no exercício físico carece então que se baseie nas dicas e opiniões de especialistas que reunimos neste artigo.

Que exercícios preferir?

Questão para mil euros… mas sem resposta. Se é nova no mundo dos desportos, a sua prioridade deverá ser encontrar uma modalidade que a faça sentir capaz de conquistar o mundo.

Ter uma lista de planos de treino que a façam sentir bem é um bom método para manter a motivação no ginásio. Mas com a cada vez maior panóplia de escolhas, pode ser difícil saber por onde começar.

O melhor para quem é iniciante

Sabemos que vai sentir se melhor se tiver algumas bases que lhe tragam confiança dentro do ginásio. Se é exatamente isto que procura, este artigo é para si.

Há que experimentar para poder dizer se gosta ou não. Comece com alguns exercícios simples com peso corporal ou pequenos halteres e siga um circuito de 5 ou 6 exercícios com descanso entre eles e repita por três voltas. O número de repetições e séries é relativo, irá depender de cada plano, mas a média é esta.

Experimente os planos propostas pelas nossas Fit Girls Mara Moura (treino de corpo inteiro), Ina Certan (HIIT super rápido) e Inês Lopes (treino de tonificação) para o especial de Fitness que lhe oferecemos com a Women’s Health de inverno. Em alternativa, as nossas especialistas propõem também outros planos localizados, que facilmente encontra no nosso site.

Quer correr?

Se não quer desde logo se comprometer com um ginásio (embora muitos planos propostos possam ser realizados em casa) porque não experimentar correr na rua?

A modalidade em si não tem nada de difícil: um pé à frente do outro o máximo de vezes que conseguir até completar o percurso ou atingir o número de quilómetros propostos.

Resta-lhe começar aos poucos antes de definir o objetivo de 5km – um marco que pode vir a ser realizado em prova, mas que aconselhamos começar por fazê-lo sozinha. Não consegue correr 10 minutos sem parar? Então pare a meio e retome (spoiler: é possível parar). No dia seguinte, talvez consiga correr 7 minutos seguidos e quando der por si, os 10 minutos foram concretizados!

A prática de correr depende apenas de si, comece aos poucos e quando estiver seguira, passe para um plano de treino mais definido que a leve a distâncias concretas como 5, 7 ou 10km. Na Women’s Health de Outono oferecemos-lhe um Guia de Running com várias dicas para quem quer começar. Ainda o tem?

E que tal Yoga?

Se pensa que praticar yoga que limita a sentar-se fechar os olhos e respirar fundo… leia um pouco mais sobre a modalidade antes de experienciar uma aula. Mas se, por outro lado, o seu receio é o de não conseguir executar as ‘acrobáticas’ posições que vê nos feeds de quem vive do yoga ou Pilares, descanse. Há níveis para todos, mesmo dentro de uma única aula.

E embora encontre facilmente vídeos que a ensinam a praticar yoga em casa, o professor de pilates António Craveiro alega que o melhor seja procurar ajuda de profissionais. “O sucesso de uma boa prática desportiva passa por ser ensinada com rigor e disciplina, contribuindo assim para o sucesso dos praticantes. Para que o aluno possa fazer livremente Pilates em casa, deverá frequentar estúdios reconhecidos e recomendados, sabendo obviamente que há muita banha da cobra que se proclamam com autoridades da matéria”, refere António Craveiro, numa entrevista que pode recordar aqui.

E se for CrossFit?

A lista poderia ser infinita. Como terceira opção apontamos-lhe o crosstraining por se uma modalidade com cada vez mais adeptos e, por isto mesmo, cada vez mais opções disponíveis. Seja em boxes específicas para o efeito ou em ginásios que dediquem aulas a esta modalidade, a melhor opção será mesmo experimentar. Aí não tem como fugir: não pode praticar crosstraining em casa. Em alternativa, praticamente todos os espaços que fornecem estas aulas dão a oportunidade de experimentar uma aula gratuita.

Procure uma que lhe seja prática em termos de localização e horários, e se conhecer alguém que lá treine, melhor! Peça-lhes referências.

Resta esclarecer que o Crossfit é uma marca filiada pela Reebok. Todos os espaços que apresentarem este nome, são filiados pela marca. Espaços de crosstraining, crossmoves ou outro nome do género têm a mesma base. Contudo, não são referenciados nem têm a garantia daqueles que se orientam pela marca.

Artigo via Women’s Health Estados Unidos.

Outros Artigos


Outros Conteúdos GMG

Brand Story