Menu
Inicio Sexo 9 vibradores para mulheres que nunca usaram um

9 vibradores para mulheres que nunca usaram um

Formas diferentes para orgasmos igualmente intensos.

Mudam-se os tempos, mudam-se as opções para atingir o orgasmo. Como em várias áreas da vida, no caso dos vibradores, a etiqueta ‘one size fits all’ não se aplica.

Se, nos primórdios, a seleção destes ajudantes do prazer se resumia a réplicas, mais ou menos coloridas ou realistas, do pénis, hoje em dia a tendência mudou. Atualmente, a utilização (e escolha do vibrador) ideal vai muito para lá das opções criadas à imagem do órgão sexual masculino.

Tamanhos, cores, funcionalidades, formas e designs multiplicam-se para ajudar os utilizadores a experienciar outros tipos de prazer. E, no caso das mulheres, por exemplo, para responder a uma necessidade que sabemos ser real: uma grande parcela do sexo feminino não atinge o orgasmo através da penetração.

É por este motivo que a maior parte das mulheres prefere a estimulação clitorial (por si só ou acompanhada de penetração) para atingir o orgasmo. Assim sendo, é apenas natural que os vibradores se tenham reinventado e passado a ter designs que estimulam outras zonas do corpo.

Para além da fisionomia

Às questões relacionadas com a fisionomia, juntam-se outras relacionadas com gostos pessoais e afirmações de género. Nem todas as mulheres gostam de designs fálicos, nem todas se sentem excitadas na presença de um pénis e nem todas têm uma vagina. A verdade final? Não há problema nenhum.

O prazer, assim como as relações sexuais e a masturbação, são temas pessoais que variam de pessoa para pessoa. Contudo, diferenças à parte, e mesmo que se seja uma mulher heterossexual, a masturbação não tem necessariamente que passar pela utilização de réplicas do pénis. Corpo, anatomia e gosto pessoal ditam as regras neste campo.

Na galeria, em cima, encontra nove opções versáteis de vibradores, não fálicos, para utilizar… sozinha ou com o/a parceiro/a.

Brand Story