Menu
Inicio Nutrição 8 trocas alimentares para uma alimentação mais variada

8 trocas alimentares para uma alimentação mais variada

8 trocas alimentares para uma alimentação mais variada, equilibrada e nutritiva. E vai ainda poupar bastante dinheiro nas compras de supermercado.

8 trocas alimentares para uma alimentação mais variada

Segue uma alimentação saudável, mas sente que está sempre a comer a mesma coisa? Então está na hora de pensar fora da caixa e de fazer algumas trocas para tornar a sua alimentação mais variada.

Atenção, dissemos trocas, não substituições. Os alimentos devem ser alternados entre si, de modo a que todos façam parte do seu regime alimentar. Quer aumentar o teor de proteína à refeição mas ainda ontem comeu ovos? Opte pela chia. Mas temos mais sugestões.

8 trocas alimentares para uma alimentação mais variada

 

Ovo por chia

Ambos são ricos em: proteína e gorduras saudáveis. As sementes de chia são uma fonte de proteínas e gorduras saudáveis. Basta combinar 1 parte de sementes de chia com 3 partes de água e mexer até obter uma consistência de ovo. E para quem gosta de brunch, temos outra dica: “Se está a procurar uma alternativa ao ovo, tente tofu. O tofu pode ser comprado na secção de longa duração e é rico em proteínas e rico em cálcio”, diz a nutricionista Jenna Hope.

 

Salada embalada por folhas da couve-flor

Ambos são ricos em: fibra, ferro, potássio e ácido fólico. “Isto pode parecer estranho, mas estas folhas de couve-flor não devem ser desperdiçadas. Tente cortá-las finamente para usar como base da sua salada”, sugere. “Como qualquer salada de folhas, as folhas de couve-flor são uma fonte de fibra, ferro, potássio e ácido fólico”.

 

Lentilhas por ervilhas congeladas

Ambos são ricos em: proteína, ferro e magnésio. “As ervilhas secas ou congeladas são uma ótima alternativa às lentilhas. Assim como as lentilhas, são ricas em proteínas, ferro e magnésio à base de plantas”, explica Hope.

 

Massa por gnocchi

Ambos são ricos em: vitaminas B e hidratos de carbono. O gnochi “é o momento perfeito para ser criativo na cozinha”, sendo que os ingredientes principais são a batata e a farinha. “É uma fonte de vitaminas do complexo B e hidratos de carbono, assim como as massas. Ainda pode usar o seu molho favorito para servir”.

 

Grão-de-bico por feijão

Ambos são ricos em: proteína vegetal, ferro, magnésio e fibras. “Feijões e leguminosas são ricos em proteínas vegetais, ferro, magnésio e fibras prebióticas para ajudar a apoiar bactérias intestinais saudáveis”.

 

Farinha por flocos grossos de aveia

Ambos são ricos em: hidratos de carbono e fibras. Mesmo depois do confinamento continua a cozinhar o pão em casa? Vá mais além. “Pode moer a aveia em farinha”, assim como pode fazê-lo com o arroz, a linhaça ou a amêndoa.

 

Fruta e vegetais frescos por congelados

Ambos são ricos em: vitaminas e minerais. Vai ao mercado uma vez por semana, mas à quarta-feira já não tem quase vegetais em casa? Opte pelos congelados, uma forma de ter sempre a maior variedade possível à mão. E o mesmo acontece com a fruta. Pode comprar já congelada ou até comprar fresca (madura, preferencialmente), cortar e congelar.

 

Peito de frango por peito de peru

Ambos são fontes ricas de: proteína, vitaminas do complexo B e magnésio. O peito de frango é uma fonte de proteína magra, além de ser rico em vitaminas B6, B12 e magnésio. “Tente optar por peito de peru nutricionalmente semelhante, peixe branco para aumentar o consumo de iodo ou camarão fresco ou congelado, que também são uma excelente fonte de selénio”.

 

Artigo via Women’s Health UK.

Brand Story