Hot Yoga Tónico. Ou melhor como queimar 900 calorias em 1h30

Passava pouco das 19h30 quando, de tapete na mão, pés descalços e garrafa de água, nos preparámos para entrar na sala de hot yoga tónico da Yoga Live Academy.

“É como fazer uma viagem até à Índia”, diz-nos Jean Pierre de Oliveira, o professor luso-francês, mentor do projeto Yoga Spirit, que dá aula naquele espaço de Lisboa, enquanto nos abre a porta e indica o caminho.

Espera-nos uma aula de 1h30 onde poderemos queimar entre 600 a 900 calorias, eliminar toxinas e aliviar o stress.

A modalidade não é novidade: o hot yoga já existe há cerca de 40 anos, tendo-se popularizado em várias partes do globo e sendo prática preferida de vários atletas de alta competição.

Neste caso, Jean Pierre adaptou ao ambiente de uma sala aquecida a 40 graus o programa de treino que desenvolveu e que associa diversas formas de yoga ao trabalho corporal, combinando posturas psicofísicas e exercícios respiratórios.

“O corpo quente fica mais flexível e os alunos conseguem executar as posturas com mais facilidade”, DIZ Jean Pierre.

 

Hot Yoga Tónico

 

A temperatura torna a aula exigente em termos cardiovasculares e musculares, sendo que os principiantes poderão ter alguma dificuldade inicial. Para ter uma ideia, começa a suar logo desde o início: “ainda não me mexi e já estou a transpirar”, diz uma das alunas enquanto nos preparamos para começar.
Para que a perda intensa do suor não desequilibre o organismo, é recomendada a ingestão de alimentos ricos em potássio, cálcio e magnésio. Adicionalmente, e se nunca tiver feito yoga normal, Jean Pierre recomenda experimentar, antes de passar para esta modalidade em ambiente aquecido.
“Na primeira aula, se o aluno conseguir ficar o tempo inteiro dentro da sala já é uma vitória”, explica o professor de yoga. Ficámos até ao fim, mas demos por nós a recorrer à postura da criança para recuperar o fôlego.

Apesar de exigente, desengane-se se neste momento está a ponderar não ser capaz de tal feito. Jean Pierre explica-nos que puxa pelos alunos, mas os limites são impostos por cada um, num equilíbrio entre o que se consegue e a força de vontade.

Como noutras modalidades, a repetição leva ao aperfeiçoamento de posturas e, na aula a que fomos, estavam presentes duas alunas com necessidades específicas: uma com tensão baixa (que levou agua com açúcar) e outra com síndrome vertiginoso que parou sempre que precisou. Ambas ficaram até ao fim.

Para compensar a exigência de uma sala aquecida a 40 graus, Jean Pierre desintensificou a sequência de yoga tónico que criou, acrescentando um breve aquecimento com um respiratório de enraizamento – Dirga Pranayama – e um respiratório de concentração e equilíbrio – Anuloma Viloma – bem como novas posições.

“Dei-me conta que a versão original poderia ser demasiada intensa para praticantes ocasionais e para práticas em condições mais exigentes. Era necessário tornar a prática mais alcançável”.

 

O bom do Hot Yoga Tónico

 

Entre outros benefícios desta modalidade, está a melhoria na respiração. O hot yoga é recomendado para pessoas com problemas respiratórios, como asma, mas, segundo Jean Pierre, desaconselhado para quem tem renite alérgica.

Com aproximação do final da aula, há alongamentos e relaxamento, enquanto a temperatura baixa e os nossos corpos sentem o prazer do fim de uma aula em que “se deu tudo”.

“Vamos voltar ao momento presente, ao aqui, ao agora”, ouve-se ao fundo, numa descida interessante ao bem-estar. Aliás, as recomendações e indicações estão presentes em toda a aula e fazem com que nunca se sinta perdida.

Por esta altura já são 21h e enrolamos o tapete. Estamos transpiradas, mas relaxadas.

Namaste.

 

 

Yoga Live Academy
Rua António Pedro 1-B, Anjos, Lisboa
96 900 8111
Horário: Quartas-feiras, das 19h30 às 21h00
Preço: 30€/mês (uma aula por semana)

Ads

ARTIGOS RELACIONADOS


OUTROS CONTEÚDOS GMG


Send this to friend