Menu
Inicio Perder Peso Transformação WH: “Investir na nossa saúde é investir no nosso futuro”

Transformação WH: “Investir na nossa saúde é investir no nosso futuro”

Aos 23 anos, Benedita Figueiredo estava clinicamente obesa. Porém, nunca desistiu de procurar a sua melhor versão e agora tem uma vida equilibrada e saudável.

A transformação física já era algo que queria há muito tempo, contudo nunca pensei na saúde e queria os resultados para ‘ontem’. Com a pandemia decidi que ia parar com as pressas”, conta-nos Benedita Figueiredo, autora do livro Obesidade Nunca Mais.

A primeira quarentena foi o ponto de partida de Benedita para um novo compromisso consigo própria. Chegou a pesar 93kg, atualmente oscila entre os 61/62kg e desde 2018 perdeu 18kg, peso este que nunca mais recuperou. Antes de iniciar esta transformação durante a quarentena, Benedita diz que o seu estilo de vida era “muito restrito e que vivia em função da comida”. Como não tinha um plano constante e seguia dietas muito restritivas, andava sempre a oscilar de peso. Neste momento, Benedita tem uma alimentação equilibrada e tem muito prazer em todas as refeições.

“Como hidratos, proteína e gordura em todas as minhas refeições, nas quantidades adequadas ao meu objetivo e corpo”, diz. Além disso, tem um plano de treino adequado às suas necessidades que vai sendo alterado com o tempo.

Pontos essenciais do seu percurso até ao estilo de vida saudável

01 | Dietas restritivas
“Sempre tentei perder peso, mas nunca pensei em ganhar saúde. Não podia comer hidratos, apenas podia comer determinadas frutas (banana, manga ou abacate, nem pensar!), não podia comer gemas de ovo, chocolate nem nada que me fosse prazeroso. Nunca me tinha sido ensinada a importância dos alimentos para nutrir o nosso corpo, nem o porquê de termos de ter atenção às quantidades de certos alimentos, apesar de serem saudáveis”.

02 | O exercício
“Faço exercício seis vezes por semana, com um dia de descanso ativo. Normalmente faço sempre 10 mil passos diários porque gosto muito de andar a pé. Treino duas vezes por semana com o meu personal trainer Pedro Cardoso, com exercícios mais focados no ganho de massa magra e na correção da minha postura. Além disso, faço uma corrida longa por semana (10 a 14 km) e uma mais rápida e curta (5/7km). Nos outros dois dias, normalmente vou ao ginásio.”

03 | O equilíbrio
“Com as dietas restritivas, ganhei muitos vícios que, por vezes, ainda tenho, como pesar-me todos os dias e culpabilizar-me por desvios alimentares. Mas acho que, por exemplo, a seguir a uma semana fora da rotina é rara a pessoa que não fica a sentir-se culpabilizada. No Natal, por exemplo, consegui vencer esta batalha, desfrutei ao máximo, voltei ao foco e nunca me culpabilizei por nada. Acho que, aos poucos, vou vencer estas obsessões!”

04 | Novo estilo de vida
“Posso afirmar que não tive a menstruação durante muito tempo e agora estou regular. O facto de conseguir dormir melhor, de ficar com o trânsito intestinal regulado são outros fatores indicativos de que estou cada dia mais saudável. O meu metabolismo aumentou muitíssimo e a minha gordura visceral e massa gorda estão nos níveis adequados para uma mulher da minha idade e estatura. A nível psicológico, estou muito mais feliz e acordo cheia de energia.”

Brand Story