Menu
Inicio Sexo Traição: quem o faz mais – homens ou mulheres?

Traição: quem o faz mais – homens ou mulheres?

Estudo descobre ainda quantas pessoas têm este comportamento quando estão numa relação.

Traição. Um tópico que reúne poucos fãs, mas sobre o qual todos parecemos ter algo a dizer. Há quem já tenha passado por isso, quem tenha uma amiga(o) que foi traída(o) ou quem viva com medo que isso aconteça.

Por que motivo este problema parece ser tão recorrente nas relações?

De acordo com um estudo da YouGov, uma empresa de inquéritos e sondagens americana, cerca de uma em cinco pessoas. Os resultados, obtidos através de entrevistas a mil americanos com mais de 18 anos, revelam ainda que este comportamento tem uma maior probabilidade de acontecer até aos 30 anos.

Entre os participantes com idades entre os 18 e os 29 anos, 21% afirmou ter traído pelo menos uma vez. Já aqueles com idades entre os 30 e 44 disseram fizeram-no 17%.

Quem trai mais: eles ou elas?

Segundo os resultados, são os homens quem mais trai – 25% afirmou já se ter envolvido em atividades sexuais com alguém que não o parceiro. Do lado das mulheres, 13% disse ter feito o mesmo.

Para 69% das mulheres uma relação ‘totalmente monogâmica’ é o tipo de relação ideal. Neste campo, e apesar dos resultados anteriores, mais de metade dos homens também disse preferir esta dinâmica relacional.

Traição. Uma ou múltiplas vezes?

Traiu uma vez, vai trair sempre? A resposta dependerá de vários fatores, contudo, a ciência diz que o mais provável é que, se aconteceu uma vez, a traição volte a acontecer.

Um estudo apresentado na American Psychological Association, revelou que quem trai o parceiro, por oposição a quem não o faz, tem uma probabilidade três vezes superior de repetir o comportamento no futuro.

Do lado de quem sofre a traição, há um duplo problema: o mesmo estudo diz que quem é traído apresenta uma maior probabilidade de voltar a ser traído no futuro.

Importa referir que esta investigação não incluiu casais não monogâmicos por opção e não analisou a infidelidade emocional (que ocorre, por exemplo, através de conversas online ou via mensagem – o chamado ‘sexting’).

Brand Story