Menu
Inicio Novidades The Oven: Os verdadeiros sabores do Nepal no centro de Lisboa

The Oven: Os verdadeiros sabores do Nepal no centro de Lisboa

O The Oven é o restaurante de comida nepalesa e indiana que mais prima pela autenticidade, já que é o único em Lisboa que usa o tradicional forno em cobre.

the oven, Índia, Nepal, nepalesa, cozinha, indiana, comida, convite, gastronomia, restaurante

O toldo azul com morada no número 232 da Rua dos Fanqueiros, em pleno coração da baixa lisboeta, quase que passa despercebido. Mas só até espreitar pelas grandes janelas que cobrem quase toda a fachada do restaurante.

Ao entrar no espaço, com capacidade para 30 pessoas, somos imediatamente absorvidas pelo acolhedor espaço decorado com paredes e teto azul-escuro e cadeiras e sofás em veludo e pormenores a dourado. A luz é baixa, o que permite destacar ainda mais cores dos pratos já servidos nas outras mesas. Se ainda fosse preciso, aquela receção abriu-nos o apetite com toda a certeza.

A carta do The Oven ilustra o foco deste projeto: a fusão entre a cozinha Indiana e nepaleza na sua forma mais original. O nome do próprio restaurant (Oven significa ‘forno’), faz referência à estrela dos pratos que aqui se serve. Falamos do Tandoor, o forno tradicional da Índia, feito em barro e cobre e que se pode ver da própria sala de refeições.

Além do método de cozinha, também os ingredientes e sabores permitem levar qualquer um numa viagem gastronómica. Esta foi, de facto, a intenção de Hari Chapagain, o responsável por este restaurante que traduz a sua visão do que é a melhor cozinha indiana e nepalesa.

A nossa escolha de menu

Mesmo sem nunca termos visitado os destinos que se celebram no The Oven, ficámos rendidas aos pratos que nos serviram, mesmo antes de os provar. Se as cores e empratamentos já eram bonitos nas mesas vizinhas, que espreitamos discretamente, ao perto são um espetáculo de cores, cheiros e, claro, sabores!

Comecemos pelas entradas. Um conjunto de 4 molhos (picantes e não tão picantes) dão início à viagem gastronómica que se segue com o pão naan com queijo e alho (4,95€) e o Garlic chilly king prawn (9,95€), um prato de camarão bem picante (mas suportável. Estava no ponto certo, diríamos nós, embora não o aconselhemos aos de paladar mais sensível).

Como pratos principais, escolhemos o Mixed Grill (17,95€), uma mistura de proteínas (fango tandoori/tikka, borrego, gambas e kebabb) que integra a seção ‘Grelhados Especiais Oven’ do menu. Este prato é acompanhado com o arroz basmati (2,95€), que é servido numa taça dourada em metal. Uma peça que faz as delícias de qualquer amante de decoração). Como prato de peixe, provámos o Goan Salmon (14,95€), que combina leite de coco e especiarias da casa com o molho Tamarind, caril e sementes de mostarda.

Terminámos com duas sobremesas que tinham tanto de cor como de sabor. O kulfi (5,95€), o gelado indiano tradicional composto por camadas de mouse de manga, pistácio e chocolate branco; e o Gulab Jamun (5,95€), um pastel indiano tradicional servido com manga fresca.

Tudo isto a complementar com a sangria da casa (16€), fez-nos ter duas certezas: vamos certamente lá voltar. E visitar a Índia está certamente nos nossos planos.

Brand Story