Menu
Inicio Running Tem 103 anos e ainda corre (e vence!)

Tem 103 anos e ainda corre (e vence!)

“Mantenham-se em boa forma, se possível. Tenham muitas paixões. E procurem por momentos mágicos!”, é o conselho desta corredora para a longevidade.

Julia Hawkins

Julia Hawkins, de 103 anos, venceu em junho deste ano as corridas de 50 e 100 metros nos National Games em Albuquerque, Novo México. Esperam-se dados oficiais para perceber se este é, de facto, um recorde. Contudo, acredita-se que o feito dê a Julia o título de mulher mais velha a competir numa prova americana do género.

“Espero inspirar outros a ser mais saudáveis. E perceber que ainda o posso fazer, com esta idade, é o melhor”, diz a corredora após a prova.

Mas esta não foi a primeira vez que a americana marcou o mundo da corrida, onde se estreou aos 100 anos de idade. Com tal idade, experimentou, acho divertido e apaixonou-se pela corrida, como lembra em entrevista ao New York Times. A partir deste momento, corre quando pode, sem grandes obrigações. Fá-lo na própria rua junto a casa onde marcou as distâncias de 50 e 100 metros.

Com 101 anos, participou pela primeira vez nesta mesma prova onde corria contra si mesmo:

O número de participantes é sempre reduzido numa competição do género dedicada a atletas sénior; mas os resultados parecem não ser o mais importante para Julia Hawkins. Este ano, concluiu os 100 metros num tempo final de seis segundos superior ao seu recorde pessoal. “Estou dois anos mais velha do que na primeira vez, lembram-se?”, disse aos jornalistas aquando da divulgação dos tempos daquela competição.

Não deixa de ser uma incrível inspiração, que prova que os valores do exercício físico são passíveis de qualquer idade. Caso houvesse dúvidas, o segredo para a longevidade são bem simples: “Mantenham-se em boa forma, se possível. Tenham muitas paixões. E procurem por momentos mágicos!”

Brand Story