Menu
Inicio Nutrição O (tão desejado) guia para usar proteína em pó

O (tão desejado) guia para usar proteína em pó

Sabe que as mulheres podem beneficiar mais do consumo de proteína em pó do que os homens? Eis o guia para o uso inteligente e saudável desta alternativa.

proteína em pó

Para muitas mulheres, a proteína em pó resume-se à ideia de um corpo demasiado musculado. Mas está (mais) que na altura de acabarmos com esta má fama. Até porque, esta alternativa, pode ser bastante benéfica para quem pratica exercício físico regular.

“Na realidade, as mulheres podem beneficiar mais do consumo em pó do que os homens”, explicou Marie Spano, especialista em força e condição física, à Women’s Health.

“Os homens que cumprem um programa de fitness regular têm tipicamente proteína suficiente na alimentação, o que não acontece no caso das mulheres. O suplemento em pó pode ajudar a eliminar estas carências”, completa.

Mas não só. As mulheres que se encontram a tentar perder peso ativamente podem precisar de um pouco mais para manter os músculos fortes e os metabolismos acelerados. É aqui que entra a proteína em pó.

“Ao cortar calorias, a mulher precisa mais proteína do que se estivesse a consumir calorias suficientes para manter o peso”, explica Spano, salientando que “a perda de peso inclui gordura, músculo e um pouco de osso.

Claro que o objetivo é perder mais gordura e menos músculo. Para tal precisará de aumentar a quantidade de macronutriente consumido para poupar as perdas de tecido muscular”.

De qualquer modo, o acompanhamento de um especialista na área da nutrição é fundamental.

Guia para um uso inteligente e saudável de proteína em pó:

 

1 / Misturar

Além dos já tradicionais batidos – que podem ser feitos com água, leite ou bebida vegetal -, misturar a proteína em pó com vegetais ou frutas é também uma opção. Mas calma com estas últimas, para não exagerar no açúcar e calorias.

Ao aliar estes alimentos à proteína em pó irá conseguir equilibrar as necessidades de vitaminas e minerais, por isso, nada como aliar a proteína em pó à sopa a uma papa de fruta – transformando-a na sobremesa ideal.

Poderá ainda adicionar proteína em pó ao iogurte, em conjunto com nozes ou sementes de chia, para ter mais gordura saudável na refeição, o que poderá deixá-la saciada durante quatro a seis horas.

Usar este pó como complemento ou alternativa à farinha é também uma possibilidade.

 

2 / Aliada no pré e pós treino

Uma das formas mais comuns (e práticas) de consumir este macronutriente em pó é misturá-la com batidos pré e pós-treino, explica o especialista.

Para os momentos que antecedem o treino, uma bebida destas pode ajudar na digestão. Ainda assim, é preciso ter atenção às quantidades. Estas devem ser adaptadas ao esforço realizado durante o exercício e possível mal-estar proveniente de um estômago cheio.

No pós-treino, a combinação com uma fruta rica em potássio, como banana ou morango, ajuda na recuperação.

Depois de um treino especialmente intenso, Fear recomenda o consumo de uma mistura de hidratos de carbono e proteína. Opte por cerca de pelo menos 15 gramas desta última.

 

3 / De que tipo de proteína precisa?

Tudo depende do tipo de alimentação que faz.

A proteína whey, proveniente do soro do leite de vaca, “mostrou ser mais efetiva na estimulação da absorção da proteína pelo músculo. É mais acessível e, na minha opinião, é mais saborosa”, afirma Fear.

Contudo, se segue uma alimentação vegetariana ou vegana poderá optar por soja. Esta é uma opção pós-treino muito boa, rapidamente digerida, que leva os aminoácidos ao local onde são precisos rapidamente.

Se for intolerante à lactose, optar por proteína de whey que não seja concentrada, muitas vezes comercializada como whey isolada.

Porém, e independentemente do tipo de proteína utilizado, o mais importante é que leia a informação de componentes.

Os especialistas recomendam a utilização de proteína em pó que contenha menos de cinco gramas de hidratos de carbono. Deve ainda conter apenas dois gramas de gordura por dose.

Deve ainda listar a proteína como ingrediente primário. Deverá evitar maltodextrina ou celulose ou qualquer outro tipo de aditivo e corante adicionado.

Brand Story