Menu
Inicio Living Surf Out Portugal junta amantes e praticantes de surf no Estoril

Surf Out Portugal junta amantes e praticantes de surf no Estoril

Joana Rocha

A FIARTIL, no Estoril, vai receber no próximo fim de semana o Surf Out Portugal, um evento que pretende juntar os amantes e praticantes de surf em Portugal. Joana Rocha, a primeira mulher a tornar-se surfista profissional no país e criadora da surf house Chill in Ericeira, vai ser uma das oradoras.

O evento vai ter temas interessantes para quem gosta de surf e bem-estar. Vou participar num debate sobre o que é mais importante: massificar o surf ou profissionalizá-lo”, explicou à Women’s Health Joana Rocha.

Além do surf, os visitantes do Surf Out Portugal vão pode ouvir muita música e até praticar ioga.

As dificuldades da profissionalização para as mulheres

Joana Rocha foi a primeira mulher a tornar-se surfista profissional em Portugal, em 2004. Na altura estava a acabar o curso de Engenharia Mecânica e não queria ficar presa a um escritório. Os patrocinadores só lhe davam roupa e material, que não dava para viver. A profissionalização era imprescindível para que pudesse viver da modalidade.

“Os media e patrocinadores não davam muita importância à modalidade, principalmente à parte feminina e até mesmo durante os campeonatos. Então disse-lhes que tinham de me tornar surfista profissional se quisessem continuar a patrocinar-me. Não tinha outra saída e a Billabong apostou em mim”, recordou a surfista de 39 anos.

Passaram mais de 10 anos, mas as dificuldades mantêm-se. Só as surfistas de alta qualidade conseguem viver da modalidade em Portugal.

“Em termos monetários continua a ser muito difícil. Ou elas são muito boas, como é o caso da Teresa Bonvalot que ganha dinheiro porque as marcas querem boa imagem, ou não conseguem. Tem de se estar mesmo no topo para se conseguir patrocínios e viver mesmo do surf“, acrescentou Joana Rocha.


Leia também:

https://www.womenshealth.pt/treino/12-surfistas-mesmo-conhecer/

Brand Story