Menu
Inicio Saúde Aprenda a banir o stress antes das férias

Aprenda a banir o stress antes das férias

O stress é já uma constante no quotidiano da maior parte das pessoas. Quer seja no trabalho ou em casa, os seus níveis de cortisol, a hormona responsável pelo stress, tendem a estar aumentados devido ao ritmo acelerado em que vivemos. Mas o stress não é todo igual: pode sentir stress físico, como o que sente antes de ir correr a maratona, ou stress mental, como quando se sente mais ansiosa ou preocupada com alguma situação.

Independentemente do tipo de stress, o que é transversal a todos é o facto de este problema gerar alterações ao nível cerebral, especialmente na região do hipotálamo e da hipófise, que acabam por libertar mais glicocorticóides, hormonas relacionadas com o stress.

 

Cortisol, nem a mais nem a menos

Pela manhã, antes de acordar, o seu corpo liberta uma quantidade de cortisol (um tipo de glicocorticóide), que ajuda a preparar o corpo para as atividades do dia. “Ao mobilizar a glicose do sangue, tipicamente queima gordura e, se necessário, as reservas de proteína”, explica William R. Klemm, professor de neurociência na Universidade do Texas.

A glicose é extremamente importante para o cérebro, dado que é através dela que o cérebro cria a energia de que tanto precisa para funcionar. O cortisol é ainda um ótimo aliado para reduzir a inflamação, mas nem tudo é bom. Isto, porque também é responsável por problemas no sistema imunitário, de crescimento e pode até influenciar a reprodução, quando se desenvolve em excesso.

 

Consequências do stress para o cérebro

Um cérebro com excesso de glicocorticóides pode ser bastante prejudicial, levando a estados depressivos e até à perda de capacidades cognitivas.

Níveis de stress elevados estão também ligados à morte de neurónios, pelo que é ainda importante reforçar que estes não têm capacidade de se regenerar. Assim, morte de neurónios causa danos permanentes ao organismo. É essencial que mantenha um estado de espírito calmo e reduza os níveis de stress, para não ter consequências mais graves no futuro.

Além de ser imperativo que reduza os níveis de stress, pelo bem da sua saúde, pode ainda aprender a lidar com este problema de uma forma mais pacífica.

Veja a galeria e siga as dicas do neurocientista William R. Klemm para combater o stress.


Leia Também

https://www.womenshealth.pt/saude/mulheres-evitar-avc/

 

Brand Story