Menu
Inicio Saúde Fique atenta aos sinais do cancro que afetou Sara Carbonero

Fique atenta aos sinais do cancro que afetou Sara Carbonero

Sara Carbonero revelou que está a lutar contra um cancro nos ovários. Mas, em que consiste esta patologia, quais são os alertas e como podemos prevenir?

Sara Carbonero anunciou na sua conta de Instagram que tinha sido operada um tumor maligno num ovário. A espanhola confessou aos fãs que a família ainda não se tinha recuperado de um susto, com o enfarte de Iker Casillas, quando, num exame de rotina, os médicos encontraram um tumor maligno o qual tiveram de operar.

“Desta vez calha-me a mim esta ditosa palavra de seis letras que ainda me custa escrever. Há uns dias, numa consulta de rotina, os médicos descobriram que tinha um tumor maligno no ovário e fui operada”, explicou Carbonero no Instagram. Continua explicando que a operação correu bem e que o problema foi descoberto muito a tempo.

Ainda assim, terá de realizar tratamentos, mas afirmou sentir-se confiante em que tudo vai correr bem. “Conto com o apoio da minha família e dos meus amigos e com uma grande equipa médica”, declarou na mesma publicação que conta já com milhares de comentários de apoio de personalidades conhecidas e de fãs do casal.

View this post on Instagram

Cuando aún no nos habíamos recuperado de un susto, la vida nos ha vuelto a sorprender. Esta vez me ha tocado a mí, esa dichosa palabra de 6 letras que todavía me cuesta escribir. Hace unos días en una revisión, los médicos me vieron un tumor maligno de ovario y ya he sido operada. Todo ha salido muy bien, afortunadamente lo hemos pillado muy a tiempo pero todavía me quedan unos meses de lucha mientras sigo el tratamiento correspondiente. Estoy tranquila y con la confianza de que todo va a salir bien. Sé que el camino será duro pero también que tendrá un final feliz. Cuento con el apoyo de mi familia y amigos y con un gran equipo médico. Aprovecho para pedir desde aquí a mis compañeros periodistas el respeto y la comprensión con los que siempre me habéis tratado, especialmente en estos momentos tan difíciles y delicados para mí y mi familia.

A post shared by Sara Carbonero (@saracarbonero) on

Esta não é, no entanto, a primeira vez que Sara Carbonero revela ter tido situações cancerígenas. Em outubro de 2018, aquando da celebração do Dia Internacional do Cancro da Mama, a mulher do guarda-redes do FC Porto revelou ter sido operado um quisto benigno numa mama. Nesta altura e também na sequência de um exame de rotina, Sara também foi operada para retirar esse mesmo quisto.

Também me pode acontecer a mim?

Segundo a CUF, em Portugal, todos os anos são diagnosticados cerca de 350 novos casos de cancro dos ovários. Falamos de uma doença silenciosa e que pode não causar quaisquer tipos de sintomas, daí ser muito importante que realize exames de rotina. Ainda segundo a CUF, por vezes temos quistos nos ovários que podem ser formados por “liquido ou tecido sólido”, sendo que, na sua maioria, são benignos.

Apesar de alguns poderem mesmo desaparecer ou nunca crescer a um ponto em que a sua retirada seja imperativa, quando descobre que tem um destes quistos deve realizar exames médicos com frequência.

Que tipo de exames devo fazer?

Primeiro, é fundamental que se consulte com o seu médico de família, pelo menos uma vez por ano – caso não haja nenhuma indicação de que deve encurtar o tempo entre visitas. Depois, existem alguns exames específicos da mulher que também deve refazer frequentemente.

Há quanto tempo não vai à ginecologista? Sim, nós sabemos: não é a consulta mais agradável do mundo, mas é essencial para garantir a sua saúde ginecológica. E isto não importa apenas se está a tentar engravidar ou se, por outro lado, pensa que está a entrar na menopausa. Claro que existem alguns fatores de risco como os antecedentes familiares e o facto de ter mais de 55 anos. Não ter filhos, por sua vez também pode estar ligado a uma maior probabilidade de cancro dos ovários, tal como excesso de peso.

Sinais de alerta

Como referimos, o cancro é uma doença silenciosa e muitos são indolores, não provocando quaisquer sinais ou sintomas.

Ainda assim, se sente do pélvica, inchaço abdominal, dores de pernas e dores de costas, se tem problemas gastrointestinais como diarreia, prisão de ventre ou gases, deve consultar o seu médico. Além disso, outros sintomas podem incluir náuseas e cansaço permanente. A principal dificuldade associada a estas patologias, além do facto de poderem não dar sinais, é o facto de os sintomas serem bastante gerais.

É fundamental que se precavenha e que realize exames periodicamente para despistar quaisquer sintomas de cancro, seja ele nos órgãos ginecológicos ou em qualquer outra parte do corpo. Se tiver antecedentes familiares deve ter ainda um especial cuidado. Lembre-se de que foi assim que Sara Carbonero, por exemplo, descobriu o problema.

Na sua consulta anual, o site da seguradora de saúde Advancecare refere a importância de fazer uma citologia, uma ecografia (que pode ser a uma ou mais zonas, desde o útero até às mamas) e uma mamografia.

+WH: Conheça a ligação entre o cancro da mama e a carne processada


Leia também

IPO/Porto usa modificação genética de células para tratamento de cancro

Brand Story