Menu
Inicio Sexo Como o sexo afeta o bem-estar, segundo a Ciência

Como o sexo afeta o bem-estar, segundo a Ciência

Relações sexuais ajudam ainda a fortalecer o elo entre parceiros.

bem-estar
bem-estar

Uma nova investigação defende que os benefícios do sexo também se sentem ao nível emocional, com as relações sexuais a poderem ser responsáveis pelo aumento do bem-estar e felicidade.

A pesquisa, que analisou mais de 150 indivíduos, descobriu que, no dia seguinte à prática de qualquer ato sexual (uma sessão de beijos profundos ou penetração), os níveis de felicidade e noção de sentido de vida aumentam de forma consistente nos indivíduos.

Dizem os especialistas que esta ligação direta entre comportamentos sexuais e bem-estar geral é independente do nível de satisfação ou intimidade da experiência sexual, assim como, do estar ou não numa relação com outrem.

“Há algo de muito profundo numa situação em que ambas as partes dão acesso – e aceitam esse acesso – ao corpo uma da outra”, explica Todd Kashdan, um dos principais autores do estudo à TIME. Este tipo de experiência de vulnerabilidade e aceitação pode ser um sinal poderoso de inclusão que melhora a saúde emocional, afirma a especialista norte-americana.


Mais felicidade e um elo mais profundo

Apesar de mais sexo significar mais felicidade, os benefícios não são iguais para todos. No caso dos casais cuja união amorosa é profunda e próxima, o bem-estar sentido no dia seguinte ao ato sexual é maior – possivelmente, afirma a pesquisa, por serem aumentados os sentimentos de pertença e aceitação.

São vários os estudos a comprovar os benefícios do sexo para o organismo – uma investigação recente ligou-o a uma maior esperança de vida e menor risco de doença cardiovascular. Diz Todd Kashdan, que, na verdade, o sexo é uma importante ferramenta terapêutica na missão de melhorar o bem-estar e aumentar a relação com o parceiro.

 


Ler mais:

https://www.womenshealth.pt/sexo/casais-sexo-por-semana/


 

 

Brand Story