Menu
Inicio Gravidez É seguro treinar grávida?

É seguro treinar grávida?

Treinar grávida é bom e recomenda-se!

A gravidez não tem necessariamente de significar uma paragem nos treinos habituais, ainda assim, a primeira coisa a fazer é garantir que o seu médico lhe dá carta branca para treinar.

Caso a resposta do profissional de saúde seja positiva, deverá passar à segunda fase: encontrar um profissional de treino.

Treinar durante a gravidez é um trabalho que deve ser feito em duas frentes, com o seu médico e PT a acompanhá-la em conjunto.

“Deverá ser realizada uma avaliação física antes do início de qualquer atividade. Cada mulher grávida será única, podendo ter mais ou menos alterações durante a sua gestação”, alerta Sofia Amorim, professora e diretora geral do Programa Mais Vida Portugal,

Também o estilo de vida anterior importa. “Se já treinava anteriormente, pode manter as mesmas atividades (caso não sejam de alto impacto), apenas reduzindo a sua intensidade e volume de treino”, defende Sofia Lima, personal trainer e uma das instrutoras do plano Mamã Fit do Fitness Hut Picoas.

 

Como NÃO treinar grávida

Para riscar da lista está tudo o que possa envolver impacto, risco de queda, atividades de mergulho ou quaisquer outras que possam oferecer risco de trauma para a grávida e para o bebé (bungee jumping fica, claramente, para outra altura).

Para além disso, Tatiana Dominguez aconselha a evitar as posições de decúbito dorsal (deitada de costas após o primeiro trimestre) e a estar longos períodos de pé sem movimento.

Os motivos para alarme? “Deve interromper imediatamente caso sinta dor abdominal, sangramento vaginal, tonturas, cólicas ou vómitos e palpitações ou distúrbios visuais”, aconselha a PT Sofia Lima.

Brand Story