O casamento tem este benefício para a saúde

casamento

Uma nova investigação descobriu que as pessoas casadas apresentam um menor risco de sofrer de doenças cardiovasculares.

De acordo com os dados obtidos, compilados a partir de mais de 30 estudos que envolveram mais de dois milhões de pessoas, o risco de doença cardiovascular está ligado a dois fatores: é 80% resultante de elementos como a genética ou pressão arterial elevada ou diabetes; e 20% dependente de fatores externos, como é o caso das relações de amor e amizade.

A investigação, agora divulgada na revista científica Heart, demonstra que as pessoas que não são casadas apresentam um risco 42% superior de desenvolver uma doença cardíaca e 16% mais tendência de terem doenças arteriais quando comparadas com pessoas casadas.

 

O poder do ‘sim’

No caso das pessoas que já foram casadas, o risco de doença cardiovascular é superior àquele apresentado pelas pessoas casadas. Indivíduos divorciados têm cerca de 35% mais risco de desenvolver uma doença cardíaca e os viúvos(as) 16% mais risco de ter um AVC.

Apesar dos resultados, é necessário ter em conta que a presente investigação analisou apenas relações heterossexuais e que não teve em conta a qualidade das relações de cada um dos participantes. Adicionalmente, não analisou o estado de saúde daqueles que, apesar de não serem casados, vivem com os parceiros(as).

Em última análise, a relação entre estar casado e ter um menor risco de doença cardiovascular poderá estar relacionada com fatores como: melhor qualidade de vida resultante de maior poder de compra; menores níveis de solidão; e ter alguém que esteja atento à saúde do outro. Adicionalmente, e nos casos de divórcio, o risco adicional poderá ser resultante de um aumento dos níveis de stress.


Leia também:

Este truque de uma noiva com um saco do IKEA tornou-se viral


 

Acompanhe todas as novidades e artigos exclusivos na nossa página de Facebook.

 

Ads

ARTIGOS RELACIONADOS


OUTROS CONTEÚDOS GMG


Send this to friend