Afinal, existem cinco tipos de diabetes

diabetes

A diabetes é uma doença crónica de origem multifatorial que se carateriza pelo aumento dos níveis de açúcar no sangue.

Esse crescimento de açúcar na corrente sanguínea ‘alimenta’ as células, causando não só complicações metabólicas, como também alterações na produção e resistência à insulina.

Até à data, acreditava-se que existiam dois tipos de diabetes: a tipo 1 (sem cura) e a tipo 2 (causada pelo estilo de vida). Mas um recente estudo publicado na The Lancet: Diabetes & Endocrinology vem revelar que, afinal, a doença espelha-se em cinco subgrupos.

 

Os cinco tipos de diabetes

 

Depois de analisarem mais de 15 mil pacientes com um primeiro diagnóstico de diabetes tipo 2, os investigadores das universidades de Gutemberg e Lund detetaram seis variáveis da doença.

São elas: idade, índice de massa corporal (IMC), percentagem de anticorpos de célula beta, nível de controlo metabólico, função das células beta e ainda resistência à insulina.

Com estas seis variáveis, os investigadores decifraram os cinco potenciais subgrupos da doença:

Subgrupo 1 – Diabetes tipo 1, incluindo-se aqui os pacientes com o tipo 1 grave e aqueles cujo início da doença é tardio;

Subgrupo 2 – Diabetes por insuficiência de insulina, estando neste leque pacientes saudáveis e com um peso normal, mas cujo organismo não produz insulina. Este tipo de insulina diferencia-se do primeiro por não ser autoimune;

Subgrupo 3 – Diabetes que resiste à insulina, estando neste grupo pacientes com peso a mais e cujo organismo não é capaz de reagir à insulina que é produzida;

Subgrupo 4 – Diabetes à boleia da obesidade, incluindo-se neste leque todos os pacientes com excesso de peso;

Subgrupo 5 – Diabetes de idade, isto é, pessoas cuja doença surge quando já são mais velhas.

Ao contrário do que tem vindo a ser feito, os cientistas defendem a importância de olhar para a diabetes como uma doença cuja expressão varia de pessoa para pessoa.

Além deste diagnóstico mais individual, também o tratamento deve passar a ser o mais personalizado possível.

Dizem os investigadores que a diabetes à boleia do excesso de peso (que leva à resistência da insulina) e da obesidade podem ser prevenidas. Já a ‘nasce’ por culpa da idade pode ser controlada com a toma de fármacos.

Ads

ARTIGOS RELACIONADOS


OUTROS CONTEÚDOS GMG


Send this to friend