Menu
Inicio Nutrição Tudo o que precisa de saber antes de apostar no veganismo

Tudo o que precisa de saber antes de apostar no veganismo

Existem cuidados que não pode esquecer antes de erradicar os alimentos de origem animal da sua cozinha e colocar os vegetais no topo da sua lista de compras. Conheça-os, aqui!

Tudo o que precisa de saber antes de apostar no veganismo

Há quem diga que é moda e há quem lhe chame filosofia de vida. Quando o assunto é alimentação vegetariana, as opiniões dividem-se e na balança dos argumentos pesam principalmente questões éticas e de saúde, mas há também quem apenas procure uma forma de aproveitar ao máximo aquilo que os alimentos têm para oferecer. Seja qual for a razão que a move, existem cuidados que não pode esquecer antes de assumir esta mudança.

Concordemos num ponto: a ideia de que um prato vegetariano é feito de alface e cenouras já passou à história. Mas ainda que o cliché faça parte do passado, há mitos sobre a alimentação veggie que ainda persistem. Do ‘sem sabor’ ao ‘demasiado restritivo’ e até ‘mau para quem treina’, já se ouviu de tudo. A verdade é que todos os regimes alimentares têm benefícios e malefícios e o vegetariano não é exceção.

Haverá um segredo?

“O primeiro passo para um vegetarianismo inteligente e sem carências passa por escolhas e combinações informadas, por isso é essencial procurar apoio nutricional”, esclarece Lillian Barros, nutricionista clínica e autora do blogue Santa Melancia. Uma opinião partilhada por Joana Alves, vegan e autora do livro Natural, O Grande Livro da Cozinha Vegetariana e do blogue Le Passe Vite, que defende ser importante consultar um especialista para melhor adaptar os alimentos ao estilo de vida e organismo de cada um (e não o contrário).

Depois disso, a também formadora de workshops veganos aconselha a nada mais nada menos do que pôr as mãos na massa e experimentar. “Começar a introduzir cada vez mais vegetais na alimentação, pôr a hipótese de experimentar um cereal diferente como acompanhamento para ir saindo do monótono trio arroz – massa – batata, comer mais leguminosas, frutos secos e trocar os lanches por opções vegetarianas” são as suas sugestões.

Pratos de mudança

Então vale acordar, ligar ao nutricionista e mudar radicalmente a forma de comer? Depende. “Há pessoas que se tornam vegetarianas de um dia para o outro, mas penso que cada um deve seguir o seu próprio ritmo. Acho que o mais importante será começar por abrir o leque dos alimentos em vez de restringir e perceber que não está a perder nada, mas sim a entrar num novo e excitante mundo, cheio de novos sabores e texturas”, inspira Joana Alves. O melhor mesmo será lembrar-se da máxima ‘cada caso é um caso’, ouvir o seu corpo e dar um passo de cada vez.

Lillian Barros insiste: “Deverá fazer análises prévias e informar-se junto de um nutricionista especializado e experiente em dietas vegetarianas das melhores escolhas a fazer, bem como da avaliação continuada de valores analíticos de ferro e vitamina B12”. Vitamina quê? Decore, pois é ela que a mantém longe da anemia e de problemas cardiovasculares. O problema? A B12 é principalmente encontrada na carne e, por isso, a solução para os vegetarianos pode passar pela suplementação natural.

A Natureza agradece

Faz parte do grupo de pessoas que basta comer um quadrado de chocolate de leite para ter borbulhas a crescer por toda a parte? Com a alimentação vegetariana é igual, mas sem a parte do acne. Tudo o que comemos tem efeitos no nosso corpo e os da alimentação veggie não se sentem apenas no interior, mas também no exterior. “Permite uma saúde mais resistente, um coração mais protegido, uma pele mais jovem e luzidia, cabelos e unhas menos quebradiços´. Além disso, permite, sobretudo, mais energia”, enumera Lillian Barros. E não é só você quem sente os benefícios.

Para Gabriela Oliveira, jornalista e autora de várias publicações sobre vegetarianismo, a alimentação vegetariana é “uma inevitabilidade no futuro”. A autora explica: “Se mantivermos os padrões de consumo de carne atuais, vamos esgotar os recursos do planeta. O vegetarianismo é uma escolha consciente para poupar a saúde, a vida dos animais e esses recursos”.

Esclarecida? A opinião das especialistas permite que se inicie nesta mudança. Não a faça da noite para o dia, pelo menos enquanto estiver perdida. Depois da parte informativa, a prática começa na sua dispensa. Percorra as imagens da galeria acima apresentada e saiba que alimentos não podem mesmo faltar na sua cozinha. Vão ajudá-la a criar pratos ricos, nutritivos e recheados de proteína. Tome nota!


Leia também

É vegan, reconfortante e prepara-se em 20 minutos

Brand Story