Menu
Inicio Covid-19 Descubra quanto tempo duram as frutas e os legumes em casa

Descubra quanto tempo duram as frutas e os legumes em casa

Compre de forma consciente e evite o desperdício alimentar.

Sabe quanto tempo dura a fruta e os legumes em casa? Veja aqui
Iridescent food. Creative composition made of fruits and vegetables in rainbow colors on white background, flat lay

A par do caos que leva a que muitos açambarquem nos supermercados, várias são as dispensas que se enchem essencialmente com enlatados ou congelados.

Mas deixar de parte alimentos frescos como frutas e legumes leva a que perca grande valor nutricional essencial à sua alimentação.

De forma a combater esta tendência, um nutricionista criou uma lista bem prática sobre frutas e vegetais. Falamos de Lindsey Janeiro, que usou o Instagram para, durante a quarentena, educar os seus seguidores a garantir os produtos mais frescos.

“Mal a Covid-19 foi classificado como pandemia pela OMS que eu queria falar sobre certos aspetos de preparação de comida”, escreveu.

“Para começar, não entrem em pânico. A dispensa e o frigorífico são zonas essenciais, mas importa saber utilizá-los enquanto espaço dedicado aos produtos frescos. Apenas precisam de um pouco de estratégia baseada no tipo de produtos que quer e forma como os vai guardar.

Com uma correta arrumação, estas frutas e vegetais podem durar bastante mais do que duas semanas (bem mais do que este período):
  • abóbora – lugar escuro e fresco. 2 a 4 semanas
  • maçãs – até 2 semanas (na dispensa), até 2 meses (no frigorífico)
  • beterraba – 3 a 5 dias (na dispensa), até 2 semanas (no frigorífico)
  • abóbora manteiga – lugar escuro e fresco. Até seis meses
  • repolho – 1 a 2 dias (na dispensa), 4 a 5 semanas (no frigorífico)
  • cenoura – 2 a 4 dias (na dispensa), 3 a 4 semanas (no frigorífico)
  • couve-flor – 1 a 2 semanas (na dispensa), 1 a 2 semanas (no frigorífico)
  • citrinos (limões, limas, laranjas, toranjas, etc.) – 1 a 2 semanas (na dispensa), 3 a 4 semanas (no frigorífico)
  • alho (inteiro, com casca) – lugar escuro e fresco. Até seis meses
  • cebola – 1 a 2 meses (no verão), até 6 meses (no inverno)
  • pastinaga – 4 a 5 dias (na dispensa), 3 a 4 semanas (no frigorífico)
  • romã – 1 a 2 semanas (na dispensa), 1 a 2 meses (no frigorífico)
  • batata – lugar escuro e fresco. 2 a 3 meses
  • batata-doce – lugar escuro e fresco. 2 a 3 meses
  • nabo – 2 a 3 semanas no frigorífico

Nota: A forma de arrumação é bastante relevante. Além disso, o tempo de conservação irá variar consoante o ambiente, níveis de humidade entre outros aspetos”, explicou.

A nutricionista esclareceu ainda na mesma publicação que é especializada em nutrição, não é médica. E por isso as frutas e vegetais que aponta não são nada especificamente relacionado com a Covid-19 nem a sua prevenção. “Tenho visto muita informação errada nas redes sociais, ainda que em muitos casos por parte de quem tem boa vontade. Mas importa salientar que nem toda a informação é correta e é importante entender cada fonte”.

Veja o quadro partilhado por Janeiro, na sua conta de Instagram:

View this post on Instagram

A post shared by Lindsey • Balanced Dietitian (@nutritiontofit)

Brand Story