Menu
Inicio Saúde Barriga inchada? Saiba como prevenir gases e dores

Barriga inchada? Saiba como prevenir gases e dores

Estes métodos aprovados pela ciência vão ajudá-la a ter um estômago suave, feliz novamente e sem gases, o mais rapidamente possível.

Barriga de mamã? Compreenda a diástase abdominal

Estes métodos aprovados pela ciência vão ajudá-la a ter um estômago suave e feliz novamente o mais rapidamente possível.

Todas nós já passámos mal por causa de gases. É natural e não tem nada a ver com ar ou bactérias. “O trato gastrointestinal não absorve bem o ar e o gás, então quase tudo acaba por sair para o norte ou para o sul”, diz Patricia Raymond, gastrenterologista em Norfolk (EUA). À medida que as bactérias intestinais fermentam os hidratos de carbono dos alimentos, produzem gás, que sai pelas costas. E o ar que engole enquanto come, fala e respira sobe novamente para ser expelido pela boca. Quando os gases passam muito devagar ou se acumulam muito, pode fazer sua barriga inchar.

Os gases geralmente não são prejudiciais, mas se o inchaço persistir, consulte um médico, especialmente se for acompanhado de dor abdominal mais intensa. Caso tenha sintomas como diarreia, prisão de ventre, vómitos, perda de peso acentuada ou azia frequente, pode estar perante a síndrome do intestino irritável ou alguma forma de doença celíaca. Nestes casos uma consulta com o seu médico é imperativa.

Como prevenir gases, dores e inchaço?

Limite os alimentos “problemáticos”

Se o intestino delgado não possui enzimas específicas, certos alimentos podem chegar ao cólon sem serem reduzidos, proporcionando um banquete às bactérias geradoras de gases. Se costuma sofrer deste problema limite alimentos problemáticos como feijão, ervilhas, repolho, cebola, brócolos, couve-flor e ameixas secas, além de leite. Coma mais devagar também – vai engolir menos ar.

Respire fundo

Praticar meditação ou respiração consciente treina o corpo a inspirar e expirar ar profundamente para os pulmões. Opte por estas técnicas em vez de respirar bruscamente, o que direciona o ar para o esófago. Também reduz o stress e a ansiedade, ambos ligados ao aumento da sensibilidade aos gases. Existe um eixo no cérebro, então acalmar o cérebro ajuda a regular o sistema nervoso autónomo no trato gastrointestinal, o que pode levar a menos gases.

Mexa-se

O exercício empurra os alimentos através do trato trato intestinal mais rapidamente, reduzindo a prisão de ventre, o inchaço e os gases de um modo gerl, diz Raymond. Treinar – como sabe – também liberta endorfinas que aliviam o stress e ajudam o sistema nervoso a regular o intestino. Tente cumprir 30 minutos de atividade física, três a cinco vezes por semana.

Reduza o glúten

Excesso de glúten na dieta pode causar problemas de digestão. “Mesmo se não tem doença celíaca, a ingestão de menos trigo geralmente melhora os sintomas dos gases”, diz Raymond.

Mantenha um diário alimentar

Embora haja uma série de alimentos que geralmente causam problemas, todas as pessoas têm níveis de sensibilidade diferentes. Portanto, é melhor tomar nota de quando se sentir particularmente inchada, para poder descartar alguns alimentos.

“Se se deparar com o estômago duro e inchado com bastante frequência, pode ser devido a certas intolerâncias alimentares”, diz Taz Bhatia, especialista em saúde integrada. “Recomendo sempre manter um diário alimentar nestes casos. Ser capaz de identificar quais os alimentos que parecem causar este tipo de sintomas pode manter a barriga inchada à distância”.

Artigo via Prevention

Brand Story