Menu
Inicio Saúde Regra da sombra: como apanhar sol, segundo um dermatologista

Regra da sombra: como apanhar sol, segundo um dermatologista

Evite a praia entre as 11 horas e as 16 horas, altura em que o calor também aperta. É fundamental apostar na limpeza da pele e na sua hidratação

regra da sombra

Apesar de o verão este ano estar envergonhado, existem cuidados que devemos ter mesmo sem o sol brilhar. Isto porque as radiações ultravioletas continuam presentes e podem causar danos à pele.

Sabia que a sua alimentação e o seu estilo de vida determinam a tonalidade da sua pele? Pois é. Se tiver uma vida mais sedentária, com menos exposição solar e se passar o dia fechada num escritório sem janelas, a sua pele tende a ficar mais clarinha.

O tipo de pele é proveniente de uma herança genética, sendo algo que herdamos. O interessante é que “a pele oleosa defende-se melhor do sol, a oleosidade é um fotoprotetor natural”.

“Uma pessoa com a pele mais oleosa defende-se melhor da radiação solar do que uma pessoa de pele seca”. Assim explica o coordenador da unidade de dermatologia do Hospital dos Lusíadas, João Abel Amaro.

Cuidados fundamentais (e simples) para o cuidado diário da pele

Independentemente do tipo de pele (atópica, seca, normal, oleosa, etc.), para João Abel Amaro é fundamental apostar na limpeza todas as noites antes de dormir e ainda num bom creme hidratante ou nutritivo.

Quando começamos a envelhecer devemos ainda ponderar o uso de um creme antienvelhecimento. Note que, segundo o especialista, as pessoas com peles mais secas tendem a notar um envelhecimento mais rápido.

É ainda essencial proteger a sua pele, especialmente as zonas expostas ao sol, como é o caso do rosto. Use um bom protetor solar e evitar a exposição nas horas de maior intensidade dos raios solares. Assim, evite a praia entre as 11 horas e as 16 horas, altura em que o calor também aperta.

Regra da Sombra

Para João Abel Amaro, a altura ideal para ir à praia é quando “a sombra da pessoa já é o dobro da sua altura, a pessoa já pode estar mais à vontade e é preferível levar as crianças a essas horas”.

Nessa altura do dia existe o benefício da luz solar “e não corre o risco de o miúdo mais tarde ter um problema grande de saúde”.

Outros Artigos


Outros Conteúdos GMG

Brand Story