Menu
Inicio Nutrição Refeições semanais: aprenda a conservar a sua comida

Refeições semanais: aprenda a conservar a sua comida

Crie o hábito de guardar corretamente refeições caseiras, seja para comer durante a semana ou levar para o trabalho.

Criar o hábito de guardar refeições caseiras (seja para comer durante a semana ou levar para o trabalho) é uma das melhores coisas que se pode fazer. As vantagens são várias: tem uma alimentação mais saudável, reduz os custos de almoçar fora e ainda poupa tempo na cozinha. Mas, uma dúvida que costuma surgir é: “quanto tempo exatamente a comida pode durar no congelador e no frigorifico?” e “como devemos guardar os alimentos no congelador?”. Para ajudar a responder a tudo isto, a Women’s Health contactou as nutricionistas Mafalda Almeida e Bruna Silva para dar umas dicas infalíveis sobre como conservar as suas refeições semanais, evitando que se estraguem.

Como guardar as refeições?

Se o objetivo é fazer várias refeições e ir comendo-as ao longo da semana então o maior conselho que Mafalda Almeida, escritora e nutricionista, pode dar é que “as refeições devem ser guardadas e fechadas em caixas herméticas de vidro – por serem de vidro são mais fáceis de lavar e não ficam com o cheiro da comida após o uso – ou em caixas maiores se forem refeições familiares para se realizarem ao longo da semana”.

Além disso, dividir as refeições por alimento também pode ser boa estratégia. Experimente separar as proteínas, dos carbonatos, dos vegetais e dos legumes, possivelmente a refeição vai aguentar mais tempo, sem azedar.

Tempo de duração da comida no frigorifico

“Todas as refeições que não forem consumidas dentro dos 3 dias seguintes devem ser congeladas, e as restantes guardadas no frigorifico”, alerta a nutricionista Mafalda Almeida. “Para refeições que não sejam o almoço ou jantar, o mesmo se aplica, por exemplo se para o pequeno-almoço e/ou lanche da tarde idealizarmos comer panquecas, muffins ou até papas de aveia, o que não for comido dentro de 3 dias deverá ser congelado, para que não se estrague”, acrescenta.

Como congelar os alimentos?

O tempo de duração da comida depende muito dos tipos de alimentos que compõem a sua refeição. Congelar a comida é essencial principalmente no que toca ao peixe e à carne, principalmente à carne com gordura. A nutricionista Bruna Silva alerta para o cuidado que se deve ter ao congelar carne e explica que “no que respeita à carne é necessária uma maior atenção às peças que contém gordura, uma vez que esta mesmo no congelador, oxida e leva à alteração das suas características.

Cada alimento deve ser analisado individualmente. No entanto, a grande maioria dos alimentos que são utilizados devem ser congelados sem ser cortados como é o caso dos legumes e vegetais, “o ideal é congelar sem cortar, de modo a que estes não percam os seus nutrientes (…) a menos, claro, que pretenda congelar a refeição já feita” explica Bruna Silva.

Como descongelar os alimentos?

Simples, o “ideal é deixar os alimentos a descongelar de manhã antes de ir para o trabalho ou na noite anterior para aqueles que não querem perder tempo”, explica a nutricionista Bruna Silva. Mas atenção, lembre-se que independentemente do alimento que pretenda descongelar o sugerido é fazê-lo à temperatura ambiente e nunca debaixo de água, uma vez que o alimento perde grande parte dos seus nutrientes.

Veja também:

Refeições semanais: Receitas e dicas de nutricionistas.

Brand Story