Menu
Inicio Beleza Quer ter um bronze saudável e duradouro? Siga estes conselhos

Quer ter um bronze saudável e duradouro? Siga estes conselhos

Conseguir um bronze duradouro não tem de ser algo complicado basta seguir os passos certos.

Chega o verão e muitas de nós deseja conseguir aquele bronze saudável e duradouro. Mas será que estamos a ter os cuidados necessários com a nossa pele? Apesar de apreciarmos um tom bronzeado, não nos podemos esquecer que “este não deve ser o nosso objetivo número um”, diz a Rita Guedes, dermatologista no Hospital Lusíadas, no Porto. A especialista aconselha a que se faça a proteção solar indicada para obter um bronzeado mais saudável possível, progressivo e não imediato, porque “quanto mais a pele for agredida de uma forma brusca, maior é a probabilidade do bronzeado desaparecer, para além de estar a aumentar o risco de dano, não só de envelhecimento cutâneo como o cancro de pele”, diz.

5 cuidados a ter com pele para ter um bronze duradouro

Além da proteção solar que é fundamental para a sua saúde e para a beleza da sua pele, a dermatologista Rita Guedes sugere outros cuidados a ter:

  1. Deve hidratar a pele todos os dias e depois no dia da exposição solar aplicar um protetor solar com um fator 50 de duas em duas horas;
  2. Não prescinda do guarda-sol, use chapéu e volte a aplicar o protetor solar quando regressar do banho;
  3. A regra número um é evitar a queimadura solar, porque desta forma a pele vai ficar com um tom vermelho que rapidamente vai desaparecer e fazer com que a pele escame. “Quanto mais lento for o processo de bronzear, mais tempo vai durar e mais dificilmente irá desaparecer”, afirma;
  4. Outra das opções é consumir alimentos com betacaroteno como a cenoura e o tomate, entre outros. Porém, a especialista fiz que os suplementos têm uma concentração superior do que os alimentos. Por exemplo, “para conseguir 1 grama de vitamina C, é preciso comer várias laranjas todos os dias, enquanto os granulados têm 1 grama”, afirma.
  5. Em relação à hidratação da pele, Rita Guedes diz que há géis com mais sabonete que são mais secativos e produtos de lavagem como, por exemplo, os óleos lavantes que já deixam uma certa película hidratante na pele e que ajudam a que a pele não fique tão desidratada com o banho.

Quando é que devemos esfoliar a pele?

Esfoliar ou não esfoliar? Não é obrigatório fazê-lo. O recomendado é não esfoliar nos dias anteriores, porque irá fazer com que a pele fique mais frágil e vulnerável ao sol. “No fundo está a tirar algumas camadas da pele e o sol vai atuar de uma agressiva. Por outro lado, fazer esfoliação vai facilitar um bronzeado mais uniforme. Nos dias a seguir, a esfoliação vai fazer com que retire as células, nomeadamente, as mais pigmentadas e, por isso, vai acelerar a despigmentação.

Outros cuidados

“Há doentes que têm fotodermatose que é uma sensibilidade específica ao sol e, nesse caso, o que aconselhamos é a toma de suplementos de betacaroteno, para que facilite a pele a aceitar os raios ultravioletas. Normalmente, deve-se tomar 15 dias antes de começar a exposição solar e durante a mesma. Dependendo da fotodermatose em específico, podemos também indicar a toma de um anti-histamínico”, explica Rita Guedes.

Brand Story