Menu
Inicio Nutrição Quer correr mais depressa? Estas bebidas podem ajudar

Quer correr mais depressa? Estas bebidas podem ajudar

Um estudo revela que um simples corante pode trazer mais eficácia à forma como corre.

correr

Investigadores da Universidade de Westminster acreditam que podem ter encontrado uma maneira de dar às pessoas um impulso para correr mais rápido simplesmente mudando a cor das suas bebidas. Parece brincadeira, mas bebidas cor-de-rosa podem enganar o nosso cérebro.

De acordo com um estudo publicado no site Frontiers in Nutrition, a equipa tinha dez voluntários saudáveis ​​e habitualmente ativos para fazer três corridas, um teste experimental e, em seguida, duas corridas de 30 minutos. Na experiência, os participantes assistiram a uma apresentação sobre os benefícios de molhar a boca com uma bebida doce.

Durante cada corrida, os participantes tiveram que molhar a boca com uma bebida de baixa caloria adoçada artificialmente de cor clara ou rosa. Cada participante foi capaz de selecionar o seu próprio ritmo e apenas foi solicitado a mantê-lo a um nível relativamente difícil.

A maioria dos participantes mostrou uma melhoria quando usou a bebida rosa e pôde correr mais distâncias enquanto a sua velocidade teve uma melhoria de 4,4%. Dado o pequeno número de participantes, há uma grande incerteza de 5,1%, o que significa que nenhuma grande conclusão pode ser tirada com base nessas descobertas. No entanto, parece que alguns participantes beneficiaram muito com a bebida rosa e outros nem tanto. A maioria também relatou que gostou mais da corrida após a bebida rosa.

A piada é que não houve realce físico na bebida rosa em comparação com a clara. As duas bebidas eram exatamente iguais; a única diferença era que uma tinha um corante alimentar dissolvido. O trabalho faz parte de uma investigação de como as cores podem ter efeitos benéficos no desempenho desportivo.

“A influência da cor no desempenho atlético recebeu interesse anteriormente, desde o seu efeito no uniforme de um desportista até ao seu impacto na testosterona e na força muscular. Da mesma forma, o papel da cor na gastronomia tem recebido amplo interesse, com pesquisas publicadas sobre como pistas visuais ou cores podem afetar a perceção subsequente do sabor ao comer e beber ”, disse o autor do estudo, Sanjoy Deb.

“As descobertas do nosso estudo combinam a arte da gastronomia com a nutrição de desempenho, pois adicionar um corante rosa a uma solução adoçada artificialmente não só aumentou a perceção de doçura, mas também aumentou a sensação de prazer, velocidade de corrida e distância percorrida”.

A equipa acredita que o desempenho aprimorado se deve a um possível efeito placebo. Se as pessoas pensam que rosa é igual a mais doce, elas podem pensar que estão a receber mais açúcar. E mais açúcares significam mais energia e mais energia significa uma corrida mais fácil.

Obviamente, são necessárias mais pesquisas para confirmar as descobertas e descobrir os mecanismos por trás do efeito relatado.

Brand Story