Menu
Inicio Beleza Quatro técnicas para cuidar do seu pescoço

Quatro técnicas para cuidar do seu pescoço

Perde tempo, esforço e dinheiro em tratamentos de rosto, mas a verdade é que nem sempre os aplica no pescoço. Aprenda a cuidar desta parte do corpo.

Quatro técnicas para cuidar do seu pescoço

De certeza que perde tempo, esforço e dinheiro em tratamentos de beleza de rosto. Mas a verdade é que não os aplica uns centímetros abaixo do queixo… sim, falamos do pescoço.

Não dar a devida atenção a esta zona do corpo vai fazer com que mais cedo do que pensa, estará a lidar com uma crua realidade. É que esta parte do corpo, tal como as mãos revelam a idade de uma mulher.

“A pele do pescoço e do decote é mais fina e confere maior tendência para desidratar em virtude da diminuição das glândulas sebáceas nesta zona e a falta de firmeza/flacidez. Tal acontece porque a quantidade de colagénio está diminuída nesta área”, diz a cosmetologista e formadora Andréa Hollander, dos Laboratórios Mesoestétic.

A grossura da pele desta zona é similar à do contorno dos olhos. E para além da espessura reduzida, “o platisma (músculo localizado imediatamente abaixo da pele, que se estende do tórax até à mandíbula e cuja ação é esticar a pele do pescoço), não se encontra justaposto diretamente aos ossos, em boa parte de suas porções. Ainda, está sujeito a movimentos constantes, razão pela qual sofre mais com a força da gravidade, favorecendo a flacidez”, refere Luís Uva, dermatologista da clínica iCare, em Lisboa.

Como se isto fosse pouco, “a pele da região do pescoço e decote apresenta maior suscetibilidade às lesões provocadas pela exposição solar. Falamos não só de manchas mas também vasos dilatados bem como lesões pré-malignas e malignas.

Tal acontece sobretudo pelo facto de negligenciarmos esta região nos momentos em que procedemos à aplicação de protetor solar”, acrescenta o dermatologista.

Conclusão: Ponha um travão aos avanços da idade e preste atenção aos cuidados preventivos pois esta zona assim o exige.

Pelo seu pescoço, diga não à má postura!

Uma má postura nas atividades diárias e má posição durante o sono (dormir de lado, de bruços e com a almofada muito alta contribuem para o aparecimento de rugas na zona do pescoço e colo).

Ao computador, por exemplo, na maioria das vezes olhamos para baixo e fletimos o pescoço. Resultado? Aumento da possibilidade de vincos nesta zona.

Daí a importância de posicionar o visor do computador à altura dos olhos. Garanta que mantém o ângulo do queixo em 90 graus em relação ao pescoço.

A má postura que temos ao olhar para o telemóvel também aumenta o aparecimento das linhas de expressão no pescoço, conhecidas como anéis de Vénus.

É que, de tanto subir e baixar a cabeça, mais tarde ou mais cedo vai pagar a fratura.

Os sulcos do pescoço costumam aparecer a partir dos 30 anos. Mas ainda que sejam mais visíveis a partir dos 40 e podem começar a aparecer aos 25 se não se protege corretamente do sol e vive agarrada ao telemóvel.

A tensão e distensão dos tecidos devido aos movimentos frequentes é a principal

O que fazer para cuidar do seu pescoço

UM EXERCÍCIO

Apoie o cotovelo do braço direito na mesa, de maneira a que fique paralelo ao tronco. De seguida, coloque a mão com o punho cerrado debaixo do queixo. Faça força durante seis segundos sobre a zona. Deve sentir que os músculos do colo se contraem.

AUTOMASSAGEM

Uma massagem facial suave e realizada de forma regular no rosto e pescoço estimula os pequenos vasos sanguíneos; assim se consegue uma maior nutrição das células. Isto ajuda a prevenir o aparecimento de rugas, para além de proporcionar um momento relaxante ao seu rosto. É aconselhável fazê-lo diariamente e acabar pulverizando com uma bruma de água fria sobre a zona.

  • Desmaquilhe bem o rosto e o pescoço.
  • Aplique uma pequena quantidade de óleo facial no queixo.
  • Faça uma massagem que parta da orelha e vá descendo pelo pescoço e depois de baixo para cima realizando pressões prolongadas nos dois lados do pescoço.
  • Se tem papada, belisque e massaje intensamente esta zona.
SEM RUGAS NO COLO:

“Ao dormir, use um top macio sem aros. Desta forma o peito fica acomodado e não descai ou achata, quando dorme de lado. Se possível, use uma pequena almofada no meio do peito quando dormir de lado. Assim, ao acordar, não vai ter aquelas rugas habituais no colo. Evite também usar perfumantes nas zonas do pescoço e do colo. É uma prática que leva ao risco de pigmentar”, aconselha a formadora Andréa Hollander.

ROTINA BEAUTY:

Hidratar e proteger do sol. O dr. Luís Uva sugere a aplicação de cremes com um poder de hidratação elevado, com uma textura mais consistente e constituídos por óleos vegetais. E, sempre que possível, possam estimular a produção de colagénio. Ou seja, que contenham substâncias como os alfa-hidroxiácidos, ácido retinoico e substâncias antioxidantes como as vitaminas A, D e E.

No caso do protetor solar usar um com FPS igual ou superior a 30 anti-UVB e anti-UVA.

Brand Story