Menu
Inicio Novidades Programa Alimentar Mundial vence Nobel da Paz

Programa Alimentar Mundial vence Nobel da Paz

O prémio foi atribuído esta sexta-feira e justifica-se pela necessidade de todas as nações apoiarem e adotarem a mensagem defendida pelo referido programa.

Nobel da paz, fome, alimentação

Combater a fome para contribuir para a melhoria das condições de paz em áreas afetadas por diversos conflitos e unir esforços para prevenir o uso da fome como arma de guerra e conflito. Esta é a base do Programa Alimentar Mundial (PMA) que recebeu esta sexta-feira, dia 9, o prémio Nobel da Paz de 2020.

O anúncio foi feito no site oficial e redes sociais dos Prémios Nobel que descreve aquele programa como “a maior organização humanitária do mundo que trava a fome e promove a segurança alimentar”.

Com atuação através da ONU há vários anos, o PMA tem vindo a apoiar vários países vítimas de fome, mas os números mantém-se negativos sendo que, apenas no ano passado, 135 milhões de indivíduos em todo o mundo sofreram de fome aguda, essencialmente como consequência de guerras e conflitos armados, sem referir as consequências diretas que resultaram da pandemia do novo coronavírus.

Por tudo isto, urge a necessidade de o Programa Alimentar Mundial receber um maior apoio financeiro. Assim reconhece o comité norueguês dos prémios Nobel que vê tais esforços como uma forma de estabilizar e promover a paz. “O trabalho do Programa Alimentar Mundial, em benefício da humanidade, é um empreendimento que todas as nações do mundo deveriam ser capazes de endossar e apoiar”, refere o comité no comunicado onde anuncia o PMA como vencedor do Prémio Nobel da Paz deste ano.

Brand Story