Menu
Inicio Sexo Fazer pouco sexo encolhe mesmo o tamanho da vagina?

Fazer pouco sexo encolhe mesmo o tamanho da vagina?

É provável que já tenha ouvido que ter menos sexo, ou passar um longo período de tempo sem ter relações sexuais, leva ao encolhimento da vagina.

Pexels

É provável que já tenha ouvido que ter menos sexo, ou passar um longo período de tempo sem ter relações sexuais, leva ao encolhimento da vagina. Se é verdade? Não.

Segundo os especialistas, a ausência de penetração não faz, de forma alguma, expandir ou encolher o órgão sexual feminino. “Muitas pessoas acreditam, erradamente, que as mulheres que têm menos sexo possuem vaginas mais «apertadas» e que, pelo contrário, as que levam uma vida sexual mais ativa possuem vaginas mais «largas» – mas tal é uma noção completamente errada da realidade”, explica a especialista da Women’s Health, Jennifer Wider.

A ciência mais além do mito

Uma vez que os músculos da vagina são elásticos “contraem-se e voltam à forma normal depois da relação sexual e também após o parto”, explica Wider. Assim sendo, a quantidade de vezes que uma mulher faz ou não sexo em nada afeta o tamanho da vagina.

Ainda assim, existem dois momentos em que o órgão sexual da mulher muda realmente de tamanho: depois do parto e com o envelhecimento.

No primeiro caso, e segundo estudos recentes, os músculos da vagina podem levar até seis meses (após o parto) a voltar ao tamanho normal. Mesmo assim, acabam por regressar à forma que tinham antes do esforço adicional. No segundo caso, e de acordo com a especialista, “com o envelhecimento, o nível de hormonas das mulheres decresce, o que significa que as paredes vaginais se tornam mais finas e menos elásticas. Tal faz com que os músculos se tornem mais folgados”. No entanto, tal pode ser melhorado com exercícios Kegel, independentemente da idade da mulher.

Assim sendo, e caso sinta a vagina apertada durante as relações sexuais, tal não se deve ao facto de estar há muito tempo sem fazer sexo. Wider diz que “é mais provável que não esteja suficientemente excitada e sejam necessários mais preliminares”.

Brand Story