Menu
Inicio Nutrição Pôr comida quente no frigorífico? Eis o que a ciência tem a...

Pôr comida quente no frigorífico? Eis o que a ciência tem a dizer

É proibido colocar comida quente no frigorífico?

Pexels

As nossas mães sempre nos disseram para esperarmos alguns minutos antes de colocarmos comida quente no frigorífico. Mas tê-la cá fora pode ser mais perigoso.

Embora existam duas razões justificáveis para a colocar e não colocar comida quente no frigorífico, a ciência dá-lhe a resposta:

Consequências da colocação de alimentos quentes no frigorífico

Colocar alimentos quentes no frigorífico pode causar condensação no interior, o vapor dos alimentos irá formar gotículas de água e até gelo. Com o tempo, o excesso de humidade leva ao crescimento de bolores e fungos e contribui para a deterioração dos alimentos.

Consequências de esperar que arrefeça

Deixar restos de comida a arrefecer na mesa faz com que se mantenha numa gama de temperaturas ‘perigosas’, de 5°C a 60°C, onde as bactérias florescem. Acontece que acima e abaixo destas gamas, os microrganismos não sobrevivem tão facilmente.

Guardar alimentos no frigorífico

Para evitar que as bactérias façam ninhos nos seus alimentos, é melhor guardar os restos no frigorífico ou congelador assim que tiver terminado de comer.

A dica WH: Lydia Butchmann, uma especialista em segurança alimentar, dá os seguintes conselhos:

“Armazená-la separadamente em pequenos recipientes assim que deixar de fumegar, de modo a arrefecer mais rapidamente”. O tempo que a sua comida pode arrefecer na mesa é de duas horas ou menos. Após esse tempo, pode colocá-lo no frigorífico. Após quatro horas, o risco de se tornar intragável aumenta proporcionalmente.

Brand Story