Menu
Inicio Nutrição O pior que uma mulher na menopausa pode comer

O pior que uma mulher na menopausa pode comer

O que se aponta é visto como pouco aconselhado a todos, mas um estudo fez a ligação entre o mesmo e a maior sensibilidade da mulher aquando da menopausa.

Um consumo regular de alimentos fritos, principalmente batatas ou peixe, está associado a um maior risco de problemas cardíacos fatais. E são as mulheres na menopausa que mais sofrem. Esta é a conclusão de um estudo agora publicado na BMJ, que se foca no caso da população americana (onde o consumo de fritos é predominante) ainda que não se cinja às americanas.

A mudança de hábitos neste sentido, aponta o estudo, resultaria numa melhoria da saúde pública, principalmente nas mulheres entre os 50 e os 65 anos de idade. Além da redução de problemas cardíacos, também outros se apontam, como diabetes de tipo 2 ou obesidade.

Ainda que as consequências não se cinjam a uma parcela populacional, os investigadores consideraram relevante especificar o caso das mulheres em menopausa. Desta forma, espera-se garantir um maior alerta por parte de quem tem frequentemente de melhorar os seus hábitos alimentares.

Contudo, mesmo que os dados analisados tenham apontado tais conclusões, os autores do estudo admitem não saber ainda qual o motivo para tal relação.

O caso prático

A amostra em análise contou com 106,966 mulheres que foram diagnosticadas entre 1993 e 1998 pela Women’s Health Initiative. O mesmo grupo voltou a ser diagnosticado em fevereiro de 2017. Esta segunda análise permitiu correlacionar os dados sobre o seu estilo de vida.

Morte por cancro, problemas cardiovasculares e outros casos semelhantes foram apontados a cerca de 30% da amostra em análise, o que levou a que se olhasse com mais atenção para vários aspetos. Mais do que o exercício físico, a educação ou o estrato social, a alimentação foi o que mais se destacou. Ao afunilar, concluiu-se então a prevalência de complicações em casos em que o consumo de fritos era mais comum.

Os casos de cancro foram os mais difíceis de se tirar qualquer conclusão, pela impossibilidade de se generalizar. Ainda assim, as conclusões sustentam-se pelos dados apresentados. As mulheres que comem fritos com maior frequência contam com maior risco de problemas cardiovasculares. A mudança é simples e o impacto, bastante relevante; cortar nos fritos pode resultar numa esperança média de vida mais longa.

Pelo contrário, quais os alimentos mais indicados a quem está na menopausa? A Women’s Health dá-lhe a resposta na fotogaleria acima.


Leia também:

https://www.womenshealth.pt/nutricao/tipo-dieta-pode-acelerar-menopausa/

Outros Artigos


Outros Conteúdos GMG

Brand Story