Menu
Inicio Saúde O perigo escondido da hidromassagem dos hotéis

O perigo escondido da hidromassagem dos hotéis

Mesmo nos melhores hotéis, onde acreditamos que todas as medidas de higiene são levadas ao extremo, a verdade é que não há como garanti-lo.

Tomar banho numa banheira de hotel acarreta sempre alguns riscos, isto porque nunca temos 100% de certeza se a limpeza que é efetuada é a melhor. Mesmo nos melhores hotéis, onde queremos acreditar que todas as medidas de segurança e higiene são levadas ao extremo, a verdade é que não há como garantir que isso vai mesmo acontecer.

Os principais perigos das banheiras dos hotéis prendem-se com o facto de que, uma higiene deficiente pode não eliminar todas as bactérias e fungos presentes. Assim, a pessoa que lá vai tomar banho pode contrair essas infeções.

Essas infeções e bactérias podem ir desde o pé de atleta até doenças que se verificam mortais. Por ser uma zona extremamente húmida, as cabines de duche e as banheiras estão especialmente propensas a problemas deste género, pelo que é necessário ter alguns cuidados.

A questão da higiene nas banheiras deve mesmo ser tida em atenção. Recentemente, uma mulher norte-americana morreu depois de usar uma banheira de hidromassagem do hotel onde passava férias.

 

O caso de Carol Martin

Durante as férias, Carol Martin passou algum tempo na banheira de hidromassagem e, quando voltou para casa, notou que tinha uma ferida na região das nádegas.

“Ela tinha uma borbulha na nádega direita e disse que lhe doía um pouco”, explicou Richard, o marido de Carol ao canal televisivo Tampa Local News (WFLA). Carol foi ao médico duas vezes e recebeu vários antibióticos, mas a ferida continuou a crescer. “Os médicos finalmente decidiram fazer uma biópsia da área após a terceira visita ao hospital”, continuou.

Foi nesta fase que descobriram que Carol tinha fasciíte necrosante, uma doença carnívora. “No posto médico eles disseram que lamentavam, mas que ela tinha uma bactéria que comia carne e que era necessário apressar temos que apressar a cirurgia”, relembrou Richard.

Depois de ser diagnosticada, Carol foi levada para a cirurgia e passou 16 dias na unidade de cuidados intensivos do hospital. Após esse período, a norte-americana recebeu alta hospitalar, mas acabou por morrer em casa, no dia seguinte a ter saído do hospital.

Apesar de não poder garantir que foi mesmo devido à banheira de hidromassagem do hotel que Carol adoeceu, Richard suspeita que tenha sido essa a origem da fasciíte necrosante que provocou a morte à sua esposa.

 

O que é fasciíte necrosante?

A fasciíte necrosante é uma infeção bacteriana grave que se espalha rapidamente e mata o tecido mole do corpo, de acordo com o Center for Disease Control and Prevention. Fasciíte necrosante pode ser mortal em um curto período de tempo, e é por isso que é tão importante obter um diagnóstico preciso, um tratamento com antibióticos e cirurgia para interromper a infeção.

 

Como prevenir a fasciíte necrosante

Normalmente, esta bactéria entra no organismo através de um corte, uma ferida aberta, uma picada de um inseto ou até uma queimadura. Falamos de uma situação pouco frequente, mas que pode ocorrer especialmente se o seu sistema imunitário estiver enfraquecido.

Práticas de boa higiene e um sistema imunitário forte são duas formas de evitar este tipo de situações. A melhor maneira de diminuir as probabilidades de desenvolver fasciíte necrosante é limpar qualquer ferida que possa ter. Isso inclui também um arranhão ou bolha.

Use água e sabão e evite banheiras de hidromassagem e piscinas até sua ferida cicatrizar. Mas calma, não deve deixar de tomar banho sempre que vai de férias, apenas deve adotar algumas medidas preventivas.

 

Veja a galeria e descubra as melhores dicas para evitar infeções e bactérias nas banheiras dos hotéis.

Artigo via Women’s Health


Leia também

https://www.womenshealth.pt/saude/unhas-azuis-frio-porque-que-fazer/

Brand Story