Menu
Inicio Perder Peso “Perdi 65 kg após perceber que fazer dieta não funcionava”

“Perdi 65 kg após perceber que fazer dieta não funcionava”

“Eu gostava de mim quando pesava 160 kg e essa foi a única razão pela qual eu consegui mudar a minha vida e perder peso”.

“Perceber que tinha um distúrbio alimentar foi a melhor coisa que podia ter acontecido à minha saúde”.

Artigo escrito na primeira pessoa por Sara Thatcher

Cresci numa casa com baixos rendimentos e, por isso, a comida saudável não estava muito presente. Comia o que tinha e só quando me tornei adulta é que percebi que estava comer muita comida barata e pouco saudável. As coisas pioraram bastante quando, aos 17 anos, comecei a trabalhar no McDonald’s.

Durante essa fase, comia enquanto trabalhava e no caminho para casa comia mais um pacote de bolachas, que começava e acabava no carro. Comia às escondidas e depois comprava ainda mais comida. Quando dei por mim estava a pesar 160 kg.

 

Aos 23 anos, a mudança

Aos 23 anos, aprendi os sinais e o que despoletava o meu problema com a comida (eu comia em segredo e fazia-o mais quando estava emocionalmente em baixo). Por isso, quando foi hora de começar a perda de peso, sabia o que é que tinha de controlar.

As coisas mudaram no dia 1 de setembro de 2016, quando uma amiga me ligou a convidar-me para me juntar a um grupo online saudável. Disse logo que sim, porque, finalmente, estava pronta. Estive nesse grupo durante dois meses e delineie os meus objetivos. Cada vez que atingia um deles, dava a mim própria uma recompensa como uma mala nova ou uma garrafa de vinho cara.

Comecei a substituir as refeições por batidos de proteína e perdi cerca de 17 kg. Mas, depois de um mês ou dois, percebi que uma mudança efetiva na minha vida não podia incluir fazer dietas, especialmente devido à minha relação emocional com a comida. Se estou a fazer algo muito restritivo, vou compensar ao comer demasiado.

Por isso, comecei a comer de forma mais saudável, a fazer uma alimentação mais coerente (o que significava que o fast food e as bolachas estavam proibidos) que não me fazia sentir restrita. Foquei-me em incorporar cereais integrais, vegetais e carnes magras na minha dieta e aprendi a construir os pratos de que sempre gostei, de forma mais saudável.

 

O que eu como num dia

Pequeno-almoço: papas de aveia proteínas ou claras de ovos com espinafres e duas fatia de pão integral baixo em calorias.

Almoço: Frango com brócolos assados no forno.

Jantar: Camarão grelhado (que eu sempre adorei) e uma salada.

“Tive de começar a praticar exercício físico devagar, porque antes de perder peso era uma pessoa muito sedentária”.

Comecei a fazer treinos de 10 a 15 minutos, em casa, que tinha encontrado na internet. Após cerca de cinco meses, comecei a fazer treinos de 30 minutos na elíptica e depois comecei a um ginásio perto de casa, que estava aberto 24 horas por dia. Nesta fase já tinha perdido cerca de 25 kg e o facto de ter entrado para o ginásio mudou por completo a minha vida.

Depois de começar a treinar no ginásio, comecei a vender peso de verdade, muito mais rapidamente do que o que estava a acontecer até aí. Comecei a levantar pesos, seguindo treinos online, a ir a aulas e a treinar com um personal trainer.

O meu gosto pelo desporto cresceu de tal maneira que, hoje, dou aulas no ginásio, duas vezes por semana. Sou instrutora de ‘full-body workouts’, que incluem treinos de alta intensidade, levantamento de pesos e uma excelente playlist para os acompanhar. Isto vem de uma rapariga que costumava esconder-se no fundo da sala.

 

“Eu gostava de mim quando pesava 160 kg e essa foi a única razão pela qual eu consegui mudar a minha vida e perder peso”.

No final das contas, perdi 65 kg. Não foi um processo fácil, mas quando tomei a decisão de mudar a minha vida, nunca mais olhei para trás. A maior lição foi aprender a levar um dia de cada vez. Não é fácil jantar fora com amigos que não contam calorias, viu viver com alguém que come batatas fritas e doces.

Mas, desde que me apercebi de que eu não preciso de ser perfeita, tornou-se mais fácil gostar de mim própria durante esta viagem, como gostava de mim quando tinha excesso de peso. É por isso que tento comunicar com outras pessoas, para que se sintam inspiradas a mudar as suas vidas também!

Artigo via Women’s health


Leia também

https://www.womenshealth.pt/perder-peso/perdeu-mais-de-140-kg-com-esta-simples-mudanca-alimentar/

Brand Story