Menu
Inicio Saúde Os homens ignoram as parceiras 388 vezes por ano, diz estudo

Os homens ignoram as parceiras 388 vezes por ano, diz estudo

Valor demasiado específico e generalizado? Também achamos, por isso fomos perceber em que se baseou tal estudo antropológico.

homem ignorar

Correndo o risco de parecer exagerada, o meu namorado é um caso perdido no que toca a prestar-me atenção. Eu sei que, no fundo, ele tenta. Mas algures entre as conversas que lhe conto (sejam sobre trabalho, pilates ou kombucha) vejo-lhe literalmente a revirar os olhos de tédio.

Antes que me acusem de o estar a aborrecer – o que, sejamos honestas, é parte do problema -, um recente estudo levado a cabo por especialistas da Scrivens (clínica dedicada à saúde auditiva), concluiu que os homens deixam de ouvir as suas companheiras 388 vezes por ano. É mais do que uma vez por dia…

Conveniente? Totalmente, mas nem sempre se deve a aborrecimento

Da amostra de 2.000 homens, 75% acusou ter aquilo a que se chama de ‘ouvido seletivo’. Ainda assim, 40% admitiu ter consciência de que a parceira se esforça constantemente para ser ouvida. Além disso, um terço dos entrevistados reconhece que por vezes dá por si a tentar ler os lábios, e 47% murmura enquanto conversa – ambos sinais de perda auditiva.

“A maioria da população experiencia ‘audição seletiva’, e tal é válido tanto para homens como mulheres. De notar que tal efeito pode ser sinal de perda auditiva” ressalva Kirran Simbi, audiologista sénior em aparelhos auditivos da Scrivens. Se este problema for ignorado, pode levar ao isolamento, depressão e – em alguns casos – demência.

“As alterações na nossa audição são frequentemente subtis mas constantes. É isto que torna difícil a perceção do impacto que tal está a ter na vida de cada um. É por isso que um check up auditivo regular é tão importante”, remata Simbi.


*Artigo originalmente publicado na Women’s Health Austrália

Brand Story