Menu
Inicio Treino Eis é o tempo a treinar até ver os efeitos

Eis é o tempo a treinar até ver os efeitos

‘Nem sempre treino, mas quando o faço quero resultados imediatos’. Muito poucas são as que acreditam nesta frase, que é dita apenas por brincadeira. Ainda assim, é comum o desejo de se ver o mais rápido possível os efeitos que premeia o esforço de cada uma.

É mais que sabido que este é um processo demorado, quando o caminho é o mais saudável e indicado. Mas também é inegável que assim que se começam a ver os efeitos do treino e os números na balança a descer, ganha-se outro estímulo.

Dito isto, e porque voltar aos treinos é um dos seus objetivos para este novo ano, a Women’s Health responde-lhe à questão ‘quanto tempo devo treinar até começar a ver resultados’. Mais do que isto, dizemos-lhe exatamente como fazer para que estes resultados não demorem a chegar.

Quem esclarece estes pontos é o personal trainer Mark Bohannon que começa por esclarecer que, quando se começa numa dieta ou plano de treino, é normal notar rápidas mudanças nas primeiras 2 a 4 semanas. Depois deste período, as mudanças passarão a ser mais lentas e, embora se esteja em melhor forma física, é nesta fase que muitas mulheres começam a perder a motivação.

Para que as boas mudanças continuem, e para que os outros notem estas mesmas mudanças, há que manter o ritmo de treino por, pelo menos, mais 8 a 12 semanas.

“O nosso corpo é a nossa vida, não vejamos os objetivos de treino como um sprint”, refere o especialista. Dito isto, sem pressas e com os planos bem definidos, o que Bohannon não omite é que há formas de acelerar um pouco o processo sem cair no exagero. Imagine-se, caso tenha um evento para daqui a um mês e para o qual quer perder algum peso.

Monitorize os treinos

Para definir a rapidez com que se pode atingir os resultados, é importante ter em conta os seus reais números. Ou seja, quanto tempo treina, qual a frequência de treino, quantas calorias consegue perder por dia…

Só assim poderá aumentar ou alterar a forma de treino de forma a torna-la mais eficaz e proveitosa.

Segundo Bohannon, há várias formas de monitorizar os treinos. Comum a todos, está o primeiro passo: a definição do seu plano de treino para, pelo menos, as próximas quatro semanas. A partir daí, registe tudo, deste o tempo que consegue correr ao número de abdominais que completa, passando pelos quilos que consegue levantar.

Com estes dados, o seu objetivo deve ser melhorar tais números de semana para semana. Este controlo é o primeiro passo para ter sucesso em qualquer tipo de treino. Para tal, é aconselhado que nesta fase não varie muito. É certo que muitos aconselham a variar o plano de treino para evitar a monotonia. Mas para quem é nova nestas andanças, não há nada de monótono em ver as melhorias no corpo de treino para treino.

Três passos para resultados mais rápidos

Além de monitorizar o treino, há três áreas em que se deve focar para otimizar (e apressar) resultados. São eles:

  1. Veja o que come:

Atenção às calorias e às porções. São várias as aplicações que pode usar para monitorizar as calorias. Este não deve ser um hábito para toda a vida. Mas quando a rotina alimentar é-lhe nova, pode ser uma forma de se orientar neste sentido.

  1. Trabalhe 24/7:

Não se limite aos treinos de segunda a sexta. Em vez disso, fixe-se a um programa que a obrigue a mexer-se diariamente. Além disso, pense no ‘ser saudável’ como um todo. Na hora de ir às compras, na hora de escolher um prato no restaurante ou na altura em que pode escolher as escadas em vez do elevador

  1. Aceite o desafio

Para começar, escolha objetivos possíveis de se realizar, como três treinos por semana. A partir daí, basta fazer de tudo para os cumprir. Sem grandes exageros e limitada a um número de dias para treinar, verá mais e melhores resultados.

Artigo via Women’s Health Reino Unido.

Brand Story