Menu
Inicio Beleza O segredo para uma pele perfeita também está na temperatura da água

O segredo para uma pele perfeita também está na temperatura da água

As dicas indispensáveis para uma pele resplandecente e um planeta mais saudável vêm através da água.

água fria
Pexels

No verão, preferir água fria ou morna torna-se um hábito induzido por fatores externos tais como calor, humidade e desidratação, a fim de encontrar uma fonte calmante e regeneradora de alívio. Para além de um duche fresco, a limpeza do rosto no início e no fim do dia – mais todas as outras vezes que sentimos a necessidade até de o enxaguar rapidamente para uma pausa de arrefecimento – torna-se mais agradável quando feito com água corrente. Claro que, habituadas e doutrinadas a usar apenas água quente o tempo todo, surge a questão de saber se esta solução pro tempore é realmente boa para a nossa pele ou se não causa consequências cutâneas e subcutâneas. E se lhe disséssemos que usar água fria durante a sua rotina de beleza não só é bom para si no verão, mas 365 dias por ano?

Limpar o rosto com água fria: é bom para si?

A água fria é conhecida pelos seus efeitos benéficos na pele, uma vez que, semelhante aos tratamentos de crioterapia, aumenta a atividade do fluxo sanguíneo, estimulando a circulação e dando assim à epiderme uma maior proteção contra agentes nocivos e radicais livres, tais como a poluição. Tal como é recomendado no tratamento do corpo para combater a adiposidade e o inchaço, também a água fria é absolutamente recomendada na limpeza do rosto: em combinação com os melhores produtos de cuidado da pele, as baixas temperaturas ajudarão a dar brilho à pele, ajudando a aliviar a vermelhidão e a fechar os poros.

A água quente, por outro lado, faz com que os vasos sanguíneos se dilatem mais, o que faz com que a pele pareça mais avermelhada, especialmente se tiver pele oleosa. Além disso, ao utilizar água quente para limpar o rosto corre o risco de remover óleos naturais da pele, causando mais secura para as pessoas com pele sensível.

“A água fria quando atinge a sua pele provoca um choque no seu corpo. Esta também a vai ajudar a reduzir a fadiga, aumentar o seu metabolismo e a despertar o seu sistema nervoso central deixando o seu rosto mais desperto e fresco”, explica Luís Uva, dermatologista e diretor clínico da Personal Derma, em Lisboa.

Água fria: dicas para cuidados com a pele

Perfeita tanto para peles sensíveis como acneicas, as razões pelas quais este hábito deve ser introduzido na rotina dos cuidados de pele não se limita aos benefícios para a saúde da pele: preferir água fria a água quente é, de facto, uma solução inteligente para reduzir as emissões de carbono e salvaguardar, com um pequeno gesto, o planeta. Graças a esta ponta verde, para além de notarmos a diferença no rosto, também a podemos ver nas contas: ao cortar o consumo de água quente, de facto, a nossa carteira ficará satisfeita.

Limpar o rosto com água fria: pequenas recomendações

Tendo deixado claro o quanto o uso de água fria na limpeza do rosto é bom para a pele, a circulação e o planeta, vale a pena tomar nota. De facto, dadas as elevadas propriedades adstringentes, a utilização imediata de água fria poderia causar o assentamento de bactérias e sujidade no interior dos poros. Por esta razão, é melhor iniciar a fase de limpeza com água morna para limpar profundamente a pele, e depois mudar para água fria para concluir esta etapa de cuidados de pele com um impulso energético e iluminador.

Brand Story