Menu
Inicio Living “O meu sonho era estar num lugar de mulheres inspiradoras”

“O meu sonho era estar num lugar de mulheres inspiradoras”

“Todos os dias fazemos muitas escolhas e eu escolhi ser saudável todos os dias”, garante Helena Coelho.

Créditos: João Portugal

Helena Coelho é a mulher do momento. A protagonista da edição de julho-agosto da Women’s Health continua a inspirar e é a prova de que a conquista dos objetivos apenas depende do esforço, dedicação e confiança. E é essa a mensagem que quer passar a todas as leitoras.

“Quando digo que o meu sonho era estar nesta capa, o meu sonho não era ter este corpo, era estar num lugar de mulheres inspiradoras, onde estão pessoas que lutaram”, revelou a criadora de conteúdos digitais em entrevista a Cristina Ferreira no Programa da Cristina.

Numa conversa onde falou um pouco de todo o processo que antecedeu a capa mais badalada do momento – e que, pela primeira vez na história da Women’s Health Portugal, esgotou em vários pontos do país, estando já a ser preparada uma segunda edição -, Helena Coelho frisou que ser capa da revista foi um “objetivo que priorizei” e que, por isso, “tive de deixar algumas coisas para trás”, mas que, no fundo, resultou em toda uma reeducação alimentar que vai ficar para a vida.

“Todos os dias fazemos muitas escolhas e eu escolhi ser saudável todos os dias”, disse Helena Coelho, revelando que “foi frustrante os planos terem sido alterados pela covid-19” e que, à boleia disso, “só fui sete vezes ao ginásio, de resto treinei sempre em casa”.
Os treinos de 16 minutos que fez durante a quarentena e que mostrou em direto no Instagram foram os grandes aliados, mas Helena Coelho destaca o papel determinante da alimentação, tendo contribuído para uma perda de 10% da sua massa gorda.

“Já tinha tentado e desistia sempre, faltava esforço, dedicação e resiliência. Pensava ‘era o só hoje’, mas o só hoje era muita gente. Treinava muito, mas a alimentação não era a certa”, disse.

 

As críticas e a mensagem certa a passar

“Gostava que as pessoas olhassem para o resultado como uma inspiração”. E esse é o principal objetivo de Helena Coelho, no entanto, entre um sem-fim de mensagens motivadoras e de agradecimento pela inspiração, um rol de críticas nas redes sociais apareceu e melindrou a YouTuber.

“Quando dizem que não sou uma mulher real é ofensivo, o meu objetivo é inspirar”, lamentou.

“Sabia que as reações menos boas iam acontecer achava que estava preparada para elas, mas não estava porque não lido muito bem com injustiças”, começou por explicar, frisando que “não acho que seja responsável pela insegurança” e que “”magoa-me que inventem que isto pode estar relacionado a uma coisa menos saudável, tornei-me ainda mais saudável, mais ágil e resistente”.

Apesar de defender que “as pessoas tendem a arranjar uma desculpa para o sucesso dos outros”, Helena Coelho quer que as portuguesas olhem para o seu sucesso e se inspirem, seja para uma mudança física, mental ou emocional. “A minha missão nas redes sociais é muito isso, passar confiança às mulheres”.

Brand Story