Menu
Inicio Beleza O lado negro da rotina de beleza

O lado negro da rotina de beleza

Manchas, vermelhidão, ardor, comichão, irritação, secura excessiva, falta de brilho. A nossa pele consegue dar vida a cada uma destas características… Conheça os inimigos da sua beleza!

Manchas, vermelhidão, ardor, comichão, irritação, secura excessiva, falta de brilho. A nossa pele consegue dar vida a cada uma destas características… e a muitas mais. Dependendo da causa da inflamação e da sua duração, a rotina de beleza deve ser sempre adaptada. Conheça os seus inimigos.

Produtos perfumados

O aroma de um produto é motivo suficiente para querer comprá-lo, contudo, a presença de fragrância num cosmético pode aumentar o seu potencial de irritação, especialmente em peles sensíveis ou com algum tipo de danos, como borbulhas ou feridas não totalmente cicatrizadas.

Gel de limpeza

A limpeza da pele é determinante para a manter livre de células mortas, sujidade e quaisquer outros agentes externos que possam causar algum tipo de inflamação e reação. Contudo, os sulfatos presentes em alguns dos cosméticos de limpeza facial e corporal podem ser, na verdade, responsáveis pelo aparecimento de um processo inflamatório ou de uma maior sensibilidade cutânea, pois não só limpam os agentes indesejados como atuam também na barreira natural da pele, removendo de forma excessiva o sebo natural que tão importante é para o equilíbrio cutâneo.

Acessórios de limpeza

Ainda no que diz respeito à limpeza da pele, os acessórios são grandes aliados quando o objetivo é ser o mais eficiente possível, mas alguns deles podem danificar a pele. É o caso das escovas de limpeza, das toalhitas ou dos gadgets de massagens, isto, claro, quando usados indevidamente ou de forma excessiva. Leia bem as instruções de uso e recorra a equipamentos de limpeza de pele de forma pontual e não rotineira.

Esfoliantes

São imprescindíveis para limpar e alisar a pele, mas, mais uma vez, vamos com calma. Devem ser usados uma vez por semana e respeitando sempre o tipo de pele, não devendo fazer uma esfoliação agressiva quando a pele está sensível ou já irritada. Procure esfoliantes naturais, que sejam isentos de químicos e fragrâncias.

De dentro para fora

Além dos agentes inflamatórios que revelamos nas páginas anteriores, existem outros que comummente fazem parte do seu dia-a-dia. Ou melhor, do seu prato. A alimentação tem um papel determinante na aparência e na saúde da pele, sendo uma das principais causas para a irritação e a vermelhidão, por exemplo.

Além de ser importante conhecer potenciais alergias alimentares, importa ainda evitar alimentos com potencial inflamatório, como são os produtos industrializados (chamados alimentos processados), ricos em sal, açúcares adicionados e refinados, os corantes químicos, as bebidas alcoólicas e os fritos. Aposte em alimentos naturais ricos em vitaminas C, D e E e minerais como zinco, cobre e selénio e ainda em fermentados que ajudem a regular as bactérias intestinais.

Quanto mais colorida for a alimentação, melhor. Se necessário, consulte um médico para a toma de suplementos vitamínicos. Antes de tomar qualquer suplemento, consulte o seu médico, nutricionista ou dermatologista.

A salvação das peles mais sensíveis

Para quem tem uma pele sensível e que facilmente reage de forma negativa a todas as tentativas dermatológicas, temos aqui um nome que não vai esquecer: centelha asiática. Trata-se de uma planta hernácea rica em antioxidantes e que tem feito as delícias do mundo da cosmética por ser altamente eficaz como barreira protetora, em particular contra a poluição. O seu uso em cosméticos está associado a uma redução da vermelhidão e da irritação.

+WH: Veja como reduzir a oleosidade da pele na galeria acima!


Leia também

Acne, celulite, queda de cabelo? Eis o poder da alimentação

Brand Story