Mais proteína, menos carne. Eis as melhores opções vegetais

A proteína é fundamental para uma vida saudável, mas está na hora de ir além da carne.

Por ter um papel determinante na construção e reparação muscular, assume-se como uma das protagonista dos planos alimentares de quem faz exercício físico. Mas não só.

Equilibrar a temperatura corporal, aumentar a saciedade, reduzir os níveis de insulina, reforçar a ‘vitalidade’ das unhas e do cabelo, regular as hormonas e melhorar a digestão são alguns dos benefícios deste macronutriente.

Segredo da boa saúde: Proteína vegetal

São vários os tipos de proteína que podem – e devem – ser incluídos na alimentação diária. Contudo, variedade é a palavra de ordem e as opções vegetais ganham cada vez mais destaque num plano alimentar saudável.

Por conter menores quantidades de gordura (principalmente saturada) e por ter uma maior intensidade de fibra, a proteína vegetal mostra-se eficaz na hora de fornecer ao corpo humano os nutrientes necessários sem que os números na balança aumentem.

Além disso, o simples facto de se evitar ou reduzir o consumo de carne vermelha faz com que a gordura visceral e o risco cardiovascular sejam menores.

O cogumelo é uma das opções mais recorrentes na hora de optar por uma variante de origem vegetal, porém, o teor de hidratos de carbono é superior. Cerca de 100 gramas de cogumelos equivale apenas a 2,9 gramas de proteína.

Aqui pode encontrar tudo o que precisa de saber sobre a proteína e na lista que se segue algumas das melhores opções vegetais:

Amendoim – 41 gramas de proteína por chávena

Sementes de abóbora – 39 gramas por chávena

Tempeh – 34 gramas por chávena

Aveia – 26 gramas por chávena

Tofu – 22 gramas por meia chávena

Feijão – 20 gramas por chávena (podendo variar consoante o tipo de feijão)

Lentilhas – 18 gramas por chávena

Quinoa – 8 gramas por chávena

Miso – 2 gramas por colher de sopa

Ads

ARTIGOS RELACIONADOS


OUTROS CONTEÚDOS GMG


Send this to friend