Menu
Inicio Running “Nunca nos arrependemos de ter feito uma corrida”

“Nunca nos arrependemos de ter feito uma corrida”

Embora os momentos de musculação sejam os que mais partilha, a corrida é também uma modalidade que Carolina não descura. E foi mesmo este o tema da nossa conversa.

Carolina Patrocínio, corrida
Fotografia: Álvaro Isidoro / Global Imagens

Seguir a apresentadora Carolina Patrocínio nas redes sociais é ter a certeza de que vamos receber dose diária de inspiração para uma vida mais ativa, onde os treinos são de presença obrigatória. Mas embora os momentos de musculação sejam os que mais partilha, a corrida é também uma modalidade que Carolina não descura.

Sempre com o seu cão, e preferencialmente acompanhada por outros corredores, há também música (nada óbvia) a marcar a sua passada. Conheça melhor Carolina Patrocínio no papel de corredora.

O cardio sempre fez parte da sua rotina ou surge apenas em alguns momentos?

Apesar de partilhar bastante mais treinos de musculação, o cardio, nomeadamente a corrida, sempre esteve presente nos meus treinos, mas eu nunca fui uma fundista. Sou assídua nas corridas de curtas e médias distâncias. Normalmente gosto de correr entre 7 a 12 km.

Qual a importância que a corrida tem para a tua forma física?

Nunca posso descurar a parte do cardio, por isso esta parte da corrida algumas vezes por semana acaba por completar o meu treino. Apesar de exigir muita disciplina, para o fazer – normalmente preciso de companhia para correr – sei que é um excelente exercício, também, para a nossa cabeça.

Que relevância tem para si este aspeto, dos benefícios da corrida para a mente?

Acho que a corrida é absolutamente libertadora, no sentido em que nos ensina a estarmos focados mas ao mesmo tempo libertos de outras obrigações. Libertos de tempos e de contagens, que muitas vezes temos no treino de musculação.

No primeiro confinamento fazia muito cycling. Sabemos que foi uma altura diferente para si, em que estava grávida. Mas agora que os ginásios voltaram a fechar, acha que a corrida é-lhe uma alternativa mais comum?

Sim, a corrida tem sido um escape ótimo. Aliás, eu sinto muita falta da corrida nos períodos de gravidez pois a dada altura normalmente abdico da corrida, e tenho estado grávida várias vezes! Tive 4 filhos nos últimos anos e a corrida é aquela modalidade a que volto rapidamente quando recupero e volto aos treinos.

Carolina Patrocínio, corrida
Fotografia: Álvaro Isidoro / Global Imagens
Disse que preferia as corridas de distância não tão longa. Costuma participar em provas?

Já participei em variadíssimas provas. Nunca me aventurei numa maratona mas já fiz meias maratonas, já fiz várias provas de 12, 15, 17km…

Alguma destas provas a marcou especialmente?

Sim! Houve uma prova muito especial que eu fiz com o meu marido, que foi a corrida 1º de maio. Uma corrida muito antiga, muito conhecida em Lisboa, de 15km, que acontece no dia do trabalhador e tem um percurso super icónico. Dá-se uma grande volta à cidade e acaba-se a subir a Almirante Reis. Além desta, também gosto muito da corrida de São Silvestre, mas a ter de escolher uma diria esta, do 1º de maio, porque fizemos mesmo em par.

Na hora de se preparar para estas provas, procura seguir um treino mais específico?

Nestas alturas sigo grupos de corrida que já existem. Lá está, essencialmente para ter companhia nos treinos mais longos. Mas, como disse, eu nunca fui fundista. Em miúda, era ótima sprinter. Eu acho que isto é uma coisa que vai evoluindo com a idade. Quanto mais velhos, maior a corrida. (risos)

Provas à parte, quando corre, o que lhe é essencial a nível de equipamento?

Acho que o mais essencial é a aposta numas sapatilhas de performance de corrida, como estas que estou a usar da Puma. É mesmo fulcral. A tecnologia tem evoluído muito nesta área e a diferença é mesmo abismal desde o amortecimento ao impacto da esponja com que é constituída. Isto faz mesmo muita diferença na nossa performance, na forma como pisamos o solo.

É uma corredora minimalista, para quem só importa uma boa sapatilha, ou gosta de apostar em mais gadgets dedicados ao running?

Eu gosto de todos os gadgets que envolve o equipamento de corrida! Mas a ter de selecionar um só, teria de escolher as sapatilhas.

A música faz parte da sua corrida? Qual os seus gostos musicais para estes treinos?

Quando corro sozinha sim, corro sempre com música. Quanto a estilos de música, eu sou muito louca a nível de playlist. As pessoas não acreditam, porque eu gosto de correr com músicas calmas e motivacionais. Ou seja, aquelas escolhas mais tradicionais, com mais pica que dão o compasso de corrida, eu não sou fã. Eu sou fã de música calma, muito anos 80.

Para terminar, um conselho para quem está a começar a correr?

O que custa mais é o primeiro passo, aquele em que saímos de casa. De resto, nunca se vão arrepender de ter feito uma corrida.

Brand Story