Menu
Inicio Perder Peso Não via resultados da alimentação e do treino no corpo, mas não...

Não via resultados da alimentação e do treino no corpo, mas não desistiu

Catarina não desistiu à primeira e continuou a lutar para atingir o seu peso ideal. Conheça toda a história.

A história de Catarina é exemplo de que persistência é essencial a qualquer mudança. De que não há dietas perfeitas, nem regimes que se saiba à priori que irão funcionar com o nosso organismo.

Evitar espelhos e fotografias de corpo inteiro, negar calções e minissaias, esconder-se na roupa e fingir não se importar de ser conhecida como ‘a gordinha da turma’, que não emagrecia mesmo ao praticar exercício físico. Esta foi a realidade de Catarina durante um grande período, até decidir que não se podia conformar mais e procurar uma nutricionista.

O processo foi lento até chegar ao corpo que considerava ideal, tendo em conta a sua idade e altura: “Nos primeiros tempos, o meu corpo simplesmente não respondia ao plano alimentar nem de treino” diz à Women’s Health.

Sem perceber o porquê de tal estagnação, a situação tornou-se mais frustrante ao aperceber-se que os exames a que se submeteu não lhe trouxeram qualquer resposta neste sentido. Apenas a persistência em experimentar mais e mais alternativas, sempre acompanhada, permitiu que os resultados finalmente chegassem.

O seu maior erro…

Ao olhar para toda a sua fase de adaptação, aponta como ponto mais essencial o acompanhamento de um nutricionista. “Costumo dizer que por vezes fazemos pequenos erros alimentares que achamos ser o melhor. Mas na verdade são o nosso maior erro”.

A par disso, a atividade física é importante mas essencialmente para nos libertar. Para a nossa entrevistada, os treinos são 30% da fórmula, ficando os restantes 70 para a alimentação.

“Hoje em dia, sou capaz de fazer até menos desporto [do que no passado]”, admite. Mas é por fazê-lo em equilíbrio com a alimentação que sente os resultados do seu eu mais ativo.

“Adoro correr, bicicleta, um bom desafio, caminhadas, musculação, treinos de alta intensidade…O meu próximo passo é conseguir fazer meditação. Não está fácil confesso porque sou muito ativa, mas sinto que preciso disso”. Assim reconhece, ciente da importância do descanso e momentos de pausa.


Se também tem uma história de superação e gostava de partilhar o seu testemunho na Women’s Health, contate-nos! Envie-nos um email para [email protected]

Brand Story