Menu
Inicio Saúde Cérebro cansado? Eis os motivos e os exercícios de que precisa

Cérebro cansado? Eis os motivos e os exercícios de que precisa

A psicóloga Sandra de Carvalho Martins acaba de lançar um livro repleto de exercícios e desafios para manter o cérebro ativo. Se já treina o corpo, então está na hora de treinar a mente.

Cérebro cansado? Eis os motivos e os exercícios de que precisa
Pexels

Passados meses em confinamento e na incerteza do que ainda está para vir, é quase impossível não sentir algum cansaço cerebral. As rotinas mudaram, o stress aumentou, o trabalho mudou, os dispositivos móveis passaram a ser quase que uma extensão do nosso corpo… e a nossa mente continuou a não estar no centro das nossas atenções.

Hoje em dia temos tantas formas de obter informação que achamos que só com isso não precisamos de mais nada. Mas precisamos de ter conhecimento para sermos criativos. As tecnologias têm as suas vantagens e devemos tirar delas todas as suas potencialidades, mas também devemos usar sempre o nosso cérebro”, começa por nos dizer a psicóloga Sandra de Carvalho Martins.

Amante de exercícios e desafios mentais e consciente de que os cérebros estão cada vez mais preguiçosos – obrigada, internet! -, a especialista, também autora da página de Instagram Neurónios Ativos, decidiu lançar um livro pensado para miúdos e graúdos: são 245 páginas com informação e exercícios para treinar o cérebro e combater o cansaço mental. Afinal, diz, tão importante como treinar o corpo é treinar a mente: “Faço muito a analogia até com o nosso desempenho físico. Por vezes, estamos cansados fisicamente e se praticarmos exercício físico seremos mais resistentes”.

 

Um cérebro à prova de cansaço

“Sempre gostei muito de resolver exercícios”, diz-nos. E foi a falta de livros que não fossem “muito fáceis ou muito rebuscados” que a levou a escrever um, tendo como foco “o público em geral”.

Dividido em exercícios diários para resolver ao longo de sete semanas, o livro Um cérebro à prova de cansaço, editado pela Planeta (15,90€), apresenta desafios cuja dificuldade vai aumentando à medida que os dias vão passando, estimulando mais o cérebro. “É uma forma de estimular a que voltemos a ter domínio da nossa cognição, a treiná-la da forma adequada e a ter as nossas capacidades afinadas para o dia-a-dia”, explica.

Para a psicóloga e autora, esta divisão dos desafios é “benéfica para as pessoas realmente também perceberem quais os exercícios em que são melhores, quais as áreas em que são melhores ou têm mais dificuldades. Esse balanço é sempre muito produtivo, pode permitir-nos chegar a conclusões acerca do nosso desempenho, até no nosso dia-a-dia”.

Pensado para crianças, jovens e adultos, o livro assume-se como um complemento à aprendizagem escolar dos mais novos, mas também como um ‘escape’ aos mais velhos, ajudando a manter o cérebro ativo por mais tempo.

“No livro temos uma alternativa de estimular a cognição, usando outro material para isso, o que acaba sempre por ganhar curiosidade. As crianças e jovens gostam muito de desafios mentais, nós, mais tarde na vida, ganhamos algumas defesas contra isto, porque temos algum receio de não mostrar o desempenho que gostaríamos de mostrar. Há medo de ser exposto à crítica e evidenciar algum tipo de dificuldade”, revela Sandra de Carvalho Martins.

 

Sinais de um cérebro cansado

São vários os motivos que podem promover o cansaço cerebral: má alimentação, má rotina de sono, sedentarismo, stress, ansiedade e falta de estímulo. Mas, como é que é possível perceber quando o nosso cérebro está cansado? Para a especialista, a falta de concentração e de criatividade são dois sinais claros. Mas há mais.

Uma pessoa mentalmente cansada tem dificuldade “em acreditar nas suas capacidades, desvaloriza o que consegue. Torna-se menos recetiva”. Além disso, continua, “tem dificuldades em brincar com a sua própria inteligência, em dar-se ao gosto de utilizar a sua inteligência de uma forma bem-humorada no seu dia-a-dia”.

O estilo de vida saudável e ativo, uma boa e regular rotina de sono e o uso moderado de dispositivos móveis são ferramentas úteis para manter o cérebro saudável e apto durante mais tempo.

 

Vamos treinar a mente? Os exercícios

Tente não demorar muito tempo em cada exercício. O objetivo é despertar o cérebro e deixá-lo mais ágil.

 

Exercícios facultados pela editora Planeta. Todos fazem parte do livro Um cérebro à prova de cansaço, de Sandra de Carvalho Martins.

Brand Story