Menu
Inicio Saúde Eis o que acontece se não lavar o cabelo depois da piscina

Eis o que acontece se não lavar o cabelo depois da piscina

A água da maioria das piscinas onde mergulhamos durante o verão têm cloro e, como tal, enfraquece o cabelo, tornando-o quebradiço e mais sucetível à queda.

piscina

A água da maioria das piscinas onde mergulhamos durante o verão têm cloro. Tal enfraquece o cabelo, tornando-o quebradiço e mais suscetível à queda.

“O cloro e os algicidas utilizados para manter as águas das piscinas claras e limpas são prejudiciais ao cabelo. A fibra de cabelo, ao absorver a água da piscina, vai ficar em contacto prolongado com o ph baixo do cloro e sob o efeito dos algicidas”, explicou à Women’s Health Carlos Portinha, especialista em saúde capilar.

O que pode fazer para evitar todos estes danos? Lavar o cabelo com água da torneira assim que sai da piscina. No duche, por sua vez, deve utilizar um champô reparador e uma máscara hidratante e reparadora. Mas também há um ritual que deve cumprir antes de molhar a cabeça na água com cloro.

“Para evitar a maior exposição aos efeitos do cloro e algicidas deve-se molhar o cabelo em água da torneira antes de entrar na piscina. Assim, as fibras capilares vão absorver esta água, menos agressiva, e ficar saturadas para a posterior absorção da água da piscina”, acrescentou o especialista.

Esclarecida? Já que falamos de cabelo, aproveitemos para desmistificar os maiores mitos associados ao cabelo das mulheres:

“O corte de cabelo promove o crescimento de cabelo mais saudável.” Este último mito é-nos familiar desde a infância e, contudo, não corresponde exatamente à verdade. Quando cortamos as chamadas “pontas”, o cabelo fica menos quebradiço e é este aspeto que aparenta um crescimento mais rápido e saudável.

Um dos grandes mitos, senão mesmo o maior e mais relevante, é que “O cabelo é uma preocupação estética.” Errado. Presumir isto é esquecer as taxas de depressão que estão associadas à falta/queda de cabelo, bem como a forma como o cabelo influencia a autoestima e o bem-estar. Referir isto é esquecer que a calvície/alopecia está classificada como doença pela Organização Mundial de Saúde.

A queda de cabelo não é apenas uma preocupação estética. É uma questão de saúde muito relevante, nomeadamente no verão. É pois nesta altura do ano que se aumenta a exposição do couro cabeludo aos efeitos nefastos da radiação solar, promovendo o aparecimento de cancros de pele.

Atualmente já existe uma solução eficaz e que permite, às mulheres (e homens) com falta de cabelo, recuperarem o cabelo que confere uma barreira protetora natural.

Esses falsos mitos mostram a importância de todas as mulheres encontrarem respostas para as suas dúvidas sobre a saúde capilar junto de especialistas e clínicas especializadas.

Brand Story