Menu
Inicio A WH testou #aWHtestou. Não falta mesmo nada no novo smartwatch da Samsung

#aWHtestou. Não falta mesmo nada no novo smartwatch da Samsung

Testamos o mais recente smartwatch da Samsung, o Galaxy Watch 4, e agora conta-lhe tudo sobre a experiência. Em 3 palavras? Completo, intuitivo e essencial.

Samsung, Galaxy Watch4

* Na rubrica #aWHTestou, a redação Women’s Health atreve-se a experimentar novidades que chegam ao mercado e a contar a sua experiência na primeira pessoa.

Reinventar a experiência smartwatch. É com este objetivo que a Samsung justifica a chegada dos modelos Galaxy Watch4 e do Galaxy Watch4 Classic, este último, num aspeto mais clássico, como o próprio nome indica, tendo o visor um aspeto bem discreto a assemelhar-se a um analógico. Nós experimentamos o primeiro, com um look mais minimal, e testamo-lo em diversas ocasiões do dia-a-dia.

Comecemos precisamente pelo aspeto do relógio. Encontra o Galaxy Watch4 em várias cores e dois tamanhos (40mm e 44mm). Posteriormente, o cliente pode adquirir uma pulseira alternativa, seja em couro ou na versão Extreme Sport. Tanto o tamanho como o material deste smartwatch são confortáveis para uso durante o dia, em treinos e mesmo para dormir. Destaque para o sistema de fecho que, em vez de uma argola onde inserir a ponta da pulseira, há um orifício onde a mesma encaixa, o que resulta numa pulseira mais homogénea, sem o risco de a pulseira se soltar da argola com que habitualmente contam os relógios.

Um fiel companheiro para todas as horas (mas desligue as notificações quando for de férias!)

No smartwatch que uso diariamente não tenho ativas as notificações do Messenger, WhatsApp, nem tão pouco do email. Mas nestes 15 dias de teste ao Galaxy Whatch 4, ativei ‘tudo a que tinha direito’. Queria perceber como o relógio reagia às diferentes interações com o smartphone e, muito por isso, vi-me obrigada a carregar o smartwatch quase diariamente, embora a marca aponte uma autonomia de, em média, 40 horas. Mesmo assim, tal não foi um problema tal é a rapidez com que o carregamento é concluído, bem como a facilidade de tal processo.

Porque este é o primeiro smartwatch com sistema Wear OS Powered by Samsung (criado em conjunto com a Google), a experiencia é bastante intuitiva e facilitada, ao ponto de conseguir até enviar mensagens no WhatsApp pelo smartwatch ou seguir um trajeto do Google Maps com as orientações diretamente dadas através do pulso.

Samsung Galaxy Watch4

Corrida? Talvez deixemos para os profissionais

A Samsgung apercebeu-se que os seus consumidores procuram cada vez mais gadgets que beneficiem e apoiem o cuidado com a saúde. Por isso, era de esperar que este novo modelo trouxesse muitas novidades a nível de bem-estar.

O Galaxy Watch4 não sugere planos de treino, mas acompanha qualquer atividade física que o seu utilizador pratique. Basta uma simples caminhada de 10 minutos para que o aparelho identifique aquele momento de atividade física e comece a contabiliza-lo. (Se começar a correr, por uma distância minimamente considerável, o smartwatch também assume o treino). Em alternativa, pode manualmente selecionar o tipo de treino que irá por em prática, desde yoga a natação, passando por ciclismo ou musculação.

Iniciar uma corrida é bastante simples, como pode verificar pelo vídeo aqui abaixo, mas durante a corrida o aparelho não tem tanta sensibilidade ao toque como gostaria, fosse para mudar de música – do Spotify – ou para pausar a corrida.

Se usar este smartwatch para correr uma prova de longa distância, por exemplo, mudar de música ou fazer pausa na marcha não serão, de todo, os aspetos mais relevantes. E aí sim, o corredor vai maravilhar-se com toda a informação que este smartwatch regista – e que pode analisar ao pormenor através da app Wear, que já vem instalada nos smartphones da Samsung. Muitos pontos pelo registo que o GPS marca e grava, diretamente no smartwatch, todo o percurso, de forma imediata.

Saúde não é só treino!

Além dos treinos propriamente ditos, o Galaxy Watch4 faz a contagem de passos, momentos de treino e de atividade física (quando atinge os 6.000 passos mínimos, a Samsung desafia-o a passar ao nível seguinte, definindo um número de passos superior a garantir diariamente). E claro, como a grande maioria dos smartwatches já nos habituou, também este modelo alerta-o caso esteja sentado há demasiado tempo. E sugere alguns simples exercícios para o por a mexer.

Importa destacar uma das novas funcionalidades deste aparelho: a medição da composição corporal. De pé, com o relógio colocado, só tem de, com a mão oposta, carregar nos dois botões laterais do aparelho em simultâneo por alguns segundos. Admito que esta possa ser uma informação relevante para quem procura controlar o peso (por exemplo, por estar num processo de perda de peso e lhe interessar seguir a sua percentagem de massa gorda).

Tal como numa balança inteligente, que fornece estes dados, a funcionalidade é útil mais para perceber a evolução, já que uma análise mais específica e detalhada deve sempre ser feita em consulta – que não é substituída por um gadget. Aliás, a própria Samsung alerta que esta funcionalidade, bem como a de medição arterial e batimento cardíaco, é destinada “apenas para fins de bem-estar e fitness. Não se destina a ser utilizado na deteção, diagnóstico ou tratamento de qualquer condição médica”. Dito isto, os valores apresentados são apenas para referência pessoal do utilizador.

Na generalidade, achamos que

É um bom investimento para quem gosta de ter a informação toda à mão, literalmente! Mas repito: quando estiver de férias, desligue as notificações todas que associou ao seu smartwatch, caso contrário será impossível desligar. Queremos que o smartwatch nos alerte sobre o nosso treino, ou sobre quando estamos parados há demasiado tempo. Não sobre o email que nos cai na caixa de correio de trabalho às 20h.

Terá de ser o utilizador a definir os limites daquilo que quer no seu smartwatch, porque as opções são mais que muitas! Por último, referir apenas que vale a pena dormir com o relógio – só assim ficará completa a tal análise geral ao seu estado de bem-estar. E não se preocupe que, embora o ecrã ‘desperte’ com o movimento, quando está deitado, de luz apagada, o Galaxy Watch 4 não o vão acordar com uma intensa luz do ecrã como reação ao seu movimento.

Tanto o Galaxy Watch4 como o Galaxy Watch estão à venda nas lojas oficiais e revendedores da marca desde 27 de agosto. Com preços superiores conforme as medidas, memória e outras especificações, o Galaxy Watch4 tem um custo a partir dos 269,99€.

Brand Story