Menu
Inicio Saúde É por este motivo que sonha mais ou menos vezes

É por este motivo que sonha mais ou menos vezes

Dormir é essencial para ter energia e é comum sonhar enquanto está a dormir. No entanto, apenas agora foi descoberto que sonhar é uma questão genética.

sonhos

Dormir é essencial para se sentir com energia e até para garantir um melhor funcionamento do cérebro e de todo o organismo. Esta é uma forma natural para manter a sua saúde física e psíquica, mas, por vezes, acordamos de noite com sonhos menos bons que chegam mesmo a ser assustadores. Por outro lado, também já deve ter acordado com um sonho bom e (confesse) já tentou voltar a dormir para ver como o sonho ia acabar.

Sonhar é uma questão de genética

O que não se sabia até agora é que a propensão que tem para sonhar mais ou menos depende de um gene que pode ou não ter. Isto, porque os sonhos acontecem quando atinge um determinado estado de sono, que ainda permanece um mistério para a ciência, segundo anunciam os investigadores do Centro de Biossistemas Dinâmicos Riken, no Japão.

Estes investigadores conseguiram agora descobrir dois genes que regulam a quantidade de sonhos que tem ou não. É durante a fase de movimento rápido do olho – Rapid Eye Movement (REM) -, que acontecem os sonhos mais vívidos, dado que a atividade do seu cérebro é semelhante à que acontece enquanto está acordada. É nesta fase que se acredita que funciona a consolidação da memória, apesar de os mecanismos que regulam o REM ainda não serem conhecidos.

Este grupo de investigadores japoneses utilizou instrumentos tecnológicos que permitiram modificar a genética dos ratos. Assim, foi possível perceber quais os genes que, ao serem inibidos, causam alterações ao sono. Depois de inibirem vários genes, os estudiosos perceberam que são os recetores Chrm1 e o Chrm3 os principais responsáveis pelos sonhos. Estes recetores são distribuídos ao longo do cérebro e ao ‘desligá-los’ os investigadores conseguiram reduzir o tempo em que os animais estavam num estado de REM.

O que acontece quando estes dois genes não funcionam devidamente é uma incapacidade para sonhar. O estudo concluiiu que estes dois recetores são essenciais para a regulação do sono e a sua descoberta foi fulcral para entender os mecanismos celulares em funcionamento durante os sonhos.


Mais sobre sonhos

https://www.womenshealth.pt/sexo/sonhos-trair-cara-metade-nao-razao-panico/

Brand Story