Menu
Inicio Living “A minha filha tem o exercício físico entranhado no ADN”

“A minha filha tem o exercício físico entranhado no ADN”

Carolina Patrocínio é capa Women’s Health. As reações à capa têm sido bastante positivas, só faltava mesmo ouvir o que tem a dizer a mãe da apresentadora.

Teresa Vieira Almeida é mãe de seis, avó de sete e a prova de que o exercício físico faz parte de toda a família Patrocínio. Com bastante à vontade e boa disposição, soltou uma gargalhada quando resumimos a sua família como ‘a mais fit de Portugal’. “Não sei se é assim”, diz-nos, mas não esconde o orgulho que sente por o desporto fazer parte daquela família que conta com atletas federados e membros de seleções nacionais em várias modalidades.

Mas ainda que toda a família seja praticante de exercício físico, não há dúvida de que é Carolina Patrocínio quem mais inspira os seus a treinar, tal como faz com os seus seguidores e, desde que a Women’s Health de verão chegou às bancas, com as nossas leitoras.

“O desporto é algo que está no nosso ADN, mas a Carolina puxa muito pelas irmãs. Mesmo não sendo a mais velha (Mariana Patrocínio é mais velha do que Carolina que tem outras 4 irmãs, todas mais novas) “é a que pratica exercício físico de forma mais consistente. Acho que desde muito novas que as irmãs lhe veem como um exemplo”.

“Desde muito novas que as irmãs lhe veem como um exemplo”

A própria Teresa não fica de parte de todo este incentivo. Conta-nos que, no dia da mãe, Carolina Patrocínio organizou uma aula de yoga para Teresa e as seis filhas. Ainda assim, Teresa confessa que “nas férias é que se vê quem é que é desportista a sério”. “Quando vamos a um resort, por exemplo, eu sou a primeira a dar a desculpa de ‘estou de férias’, mas a Carolina não, para ela, férias sem desporto não são férias”.

Um exemplo para os seus e não só

Ao comentar as boas reações recebidas à capa, Teresa Vieira de Almeida assume que a filha é um exemplo no mundo do fit. À Women’s Health, conta que vê Carolina como “um exemplo de perseverança e persistência. Por muito atarefado que seja o nosso dia e por mais desculpas que possamos dar – e eu por vezes entro neste rol de pessoas que arranjam desculpas – o certo é que há sempre maneira de treinar. Nem que seja uma caminhada, mas é preciso querer”.

Aos olhos de Teresa, Carolina Patrocínio é dos melhores exemplos com que se pode colmatar tais desculpas. “Ela tem o exercício físico entranhado no seu ADN. Às vezes está mais cansada, mas arranja sempre tempo, sem desculpas, para as suas três crianças, para a família e também para o exercício físico. Mesmo que chegue tarde a casa, depois das reportagens, no dia seguinte lá está ela a treinar, porque põe o exercício físico como uma das prioridades da sua vida.”

“Gostei imenso da capa, acho que a Carolina está muito ela própria”

Quanto às fotos da nossa sessão fotográfica, genuína resume a opinião de Teresa. “Gostei imenso da capa, acho que a Carolina está muito ela própria. A Carolina tem aquele físico que é dela, ela sempre foi muito atlética desde pequena, sempre teve muita apetência para o desporto. As fotografias são muito genuínas, às vezes estas fotos tendem a ser trabalhadas demais, o que descaracteriza as pessoas. Mas este não é o caso, gostei mesmo daquele sorriso que é muito caraterístico dela”.

“Sempre incentivei as minhas filhas ao exercício”

Carolina Patrocínio tinha três anos quando o exercício físico começou a fazer parte da sua vida. Em entrevista à Women’s Health, diz que o desporto lhe foi incutido desde muito cedo, um exemplo que faz por reproduzir nas suas filha. Teresa Vieira de Almeida confirma que assim foi: sempre incentivou a que todas as suas filhas fizessem desporto, fosse ele qual fosse, “desde que lhes dê prazer”. “Nunca me passou pela cabeça que a partir dos 4 anos não fizessem qualquer tipo de desporto”.

Natação ou ginástica foram algumas das modalidades que as irmãs Patrocínio experimentaram. Para Carolina, a preferência sempre esteve nos desportos radicais. “A Diana, minha neta, sai um bocadinho à mãe, é uma miúda corajosa. A Carolina era assim, gostava de correr alguns riscos, de se por à prova. Não tinha medo dar um mortal para uma piscina ou de subir às rochas. Ainda hoje, a Carolina gosta muito de desportos radicais, adora adrenalina”.

Já Teresa, opta atualmente pelo treino em ginásio, onde por vezes treina acompanhada pela própria filha. “Além de treinar com PT, tenho aulas de ginásio. Faço preparação física com peso, localizada, step… vou variando, para não me fartar. Já não sou nenhuma jovem, por isso faço por trabalhar todos os grupos musculares. Na minha idade é preciso, para contrariar a osteoporose”. Tais treinos, com peso, são conjugados com atividades mais aeróbicas, “para manter o coração saudável”, revela. Assim, prova ter consciência de que um plano de treino informado e adaptado a cada caso particular é essencial para tirar proveito do exercício.

E se Carolina treina 5 vezes por semana, a sua mãe não difere muito, já que treina, no mínimo 4 vezes por semana.

Dos ‘passa a palavra’ mais importantes em Portugal

De que Carolina Patrocínio é reconhecida enquanto figura pública (muito) defensora do exercício físico, não há dúvida. E, aos olhos de Teresa, tanto a filha como outras figuras públicas, assim como revistas como a Women’s Health, tem um papel fundamental na educação acerca deste tema. “Dizem que Portugal tem um crescente número incrível de crianças obesas. É preciso que a população comece a ganhar consciência de que a atividade física é fundamental e deveria ser prioritário nas nossas vidas”.

Certa de que “Carolina é prova de que o desporto só faz bem quando é feito com cabeça, de forma consciente e informada”, Teresa reconhece que toda esta exposição não está, no entanto, livre de críticas e lembra as alturas em que Carolina esteve grávida.

“Caiu o Carmo e a Trindade! Diziam que as crianças iam nascer raquíticas, prematuras ou com outros problemas. Mas o certo é que as minhas netas nasceram às 40 semanas, crianças absolutamente saudáveis, com 3 ou mais quilos. E a Carolina manteve sempre os seus treinos, claro, sempre adaptados a cada fase da gravidez”. Em suma, a boa prática de treino assenta no bom senso e os resultados provam que tais treinos – que a própria Teresa acompanhou – foram conscientes e vão ao encontro do papel que Carolina desempenha enquanto figura pública associada ao mundo do fit. “Fico muito feliz por a Carolina, como capa da Women’s Health, seja vista por muita gente como um exemplo de pessoa que trabalha, é ativa, é mãe e tem uma vida bastante ocupada, como a maioria das mulheres de Portugal”.

Percorra as imagens da galeria e veja algumas das fotografias de momentos mãe e filha(s) partilhadas pelas Patrocínio nas redes sociais.


Leia também:

Famosas portuguesas rendem-se ao que Carolina Patrocínio fez

Brand Story