Menu
Inicio Saúde Microsoft testa semana de trabalho de 4 dias e tem resultados surpreendentes

Microsoft testa semana de trabalho de 4 dias e tem resultados surpreendentes

Para já a medida foi apenas um teste, mas os resultados podem levar a gigante norte-americana a expandir a ideia em mais sucursais da Microsoft.

Trabalhar menos horas parece o sonho de qualquer pessoa nos dias de hoje. Passamos demasiado tempo no escritório, vemos as horas de luz solar passar ao lado e acabamos por não ter tempo para mais nada além da jornada laboral.

Mas, isso nem sempre significa que a produtividade seja aumentada com o excedente de horas passadas à frente do computador. A gigante americana Microsoft realizou no passado mês de agosto uma experiência com os funcionários da sucursal do Japão, na qual os trabalhadores deveriam apenas trabalhar quatro dias por semana, de segunda a quinta-feira. Assim, o “Work Life Choice Challenge 2019”, nome do projeto, permitia três dias de descanso semanais aos trabalhadores e os resultados não tardaram em revelar-se.

Ainda que o número de horas efetivas de trabalho tenha sido reduzido em cerca de 20%, a produtividade (medida pelo volume de vendas de cada funcionário) aumentou cerca de 40%, em comparação com o período homologo do ano anterior. Além disso, o tempo passado em reuniões, segundo revelou o relatório da Microsoft, foi também reduzido, pelo que a aposta da empresa passava por vídeo chamadas e reuniões que não deveriam durar mais do que 30 minutos.

A produtividade aumentou e mais de 90% dos funcionários mostraram-se satisfeitos com a experiência, revelando sentimos positivos no que toca a mudanças de estilo de vida e a possível influência que o projeto possa ter no quotidiano da sociedade.

E não se trata apenas de uma questão de horas laborais, podendo tratar-se até da saúde do planeta. De acordo com o relatório da Microsoft Japão, foram impressas menos 58% de folhas e o consumo de eletricidade foi 23% inferior, em relação ao mesmo período de 2018. Nesta experiência é ainda importante realçar que nenhum trabalhador perdeu dias de férias nem teve nenhuma redução salarial.


Leia também

Quando devo ir ao ginecologista e que exames devo fazer?

Outros Artigos


Outros Conteúdos GMG

Brand Story