Menu
Inicio Perder Peso Menos 40kg, o biquíni dourado e uma história para contar

Menos 40kg, o biquíni dourado e uma história para contar

Um seguro de saúde demasiado ‘pesado’, a vontade de acompanhar o ritmo do Zumba e o biquíni da Princesa Leia foram os pilares que levaram Catarina a mudar.

Catarina Poderoso

Foi ao comprar casa com o – agora ex – namorado que Catarina tomou consciência da sua situação. Apesar de ter a mesma idade do companheiro, os seus 130kg obrigaram-na a fazer um seguro de saúde de valor acima do dobro do outro comprador da casa. “Tinha um estilo de vida sedentário. Logo, era um risco elevado para o banco nos emprestar dinheiro pois podia suceder eu morrer de enfarte, gorduras excessivas… o que fosse!”, conta à Women’s Health.

Na necessidade de conseguir um seguro “mais simpático para pagar”, experimentou aulas de Zumba e sentiu “amor ao primeiro ritmo”, diz-nos. Um amor que desde logo a motivou a melhorar para participar naquelas aulas sem perder o fôlego. Ou, nas palavras da própria, “sem ter todo o tipo de dores de burro e sem me encostar à parede a arfar”.

“Hoje em dia, não só aguento as aulas, como tirei a formação de instrutora de zumba. Apesar de não me ter servido para dar aulas, serviu-me para conhecer melhor esta modalidade que me encanta e usufruir ainda mais das aulas do meu instrutor, admite a entrevistada.

A partilha da mudança (e um biquíni dourado)

Ao seguro mais simpático e maior resistência nas aulas de Zumba, Catarina Poderoso acrescenta um terceiro pilar de motivação: “o meu blogue (O Biquíni Dourado), que entretanto virou conta de Instagram e que me motiva todos os dias a partilhar a minha mudança de vida, hábitos de ginásio, corpo, mente, ou a partilhar aquela foto num provador de loja, coisa impensável antes do excesso de peso porque a roupa não servia!”, diz-nos, e acrescenta: “É que tenho uma missão: chegar ao biquíni dourado que a princesa Leia usa no episódio V da Guerra das Estrelas”.

Fã assumida da saga, este é o foco que mantém em todo o caminho. Um caminho que ainda hoje segue, tendo em vista o seu ‘eu’ mais saudável.

Catarina Poderoso, transformação WH

Treino, mente, alimentação e descanso

A fórmula base é praticamente a mesma para todas, mas cada uma com o seu individualismo. No caso de Catarina, que sofre de hipotiroidismo, as idas a consultas de nutrição já aconteciam desde muito cedo. Por isso ganhou consciência sobre o que comer com alguma facilidade. “Acho que a idade adulta dos 30 me fez bem”, conta-nos, consciente de que hoje é mais forte do que a menina que “atacava o frigorífico” com uma frequência que a impedia de perder peso. A solução apenas chegou quando começou a juntar as várias bases em que se sustenta um estilo de vida saudável que apenas fica completo com o descanso.

Quanto ao treino, ao Zumba juntam-se modalidades como Body Pump, Cycle, hidroginástica ou corrida. O que importa é não ficar parada e “ter a rotina do treino; de fazer nem que seja uma caminhada de meia hora por dia, mexer-me. Habituar-me a conhecer o meu corpo e a querer superar-me”. Assim admite, certa de que os resultados apenas surgiram quando conjugou o treino com a boa alimentação. Desta fórmula, garantimos nós, o gosto não tarda a chegar. E Catarina é prova disso mesmo. “Também tirei um segundo curso superior, em Turismo Desportivo, que me permitiu experimentar atividades como surf, escalada ou orientação”.

Tal fórmula completa-se com o descanso, cuja qualidade passou a ser controlada através da MiFit. Além disso, a escritora de 35 anos projeta os seus dias de maneira a conseguir descansar. Adeus noites de cinco horas seguidas de tardes inteiras a ‘vegetar’ no sofá!

A luta é contínua

Nos 4 anos de luta, aprendeu também a controlar a mente. “Há alturas em que até treino mais e alimento-me direitinho. Mas o corpo parece não colaborar na perda de peso. Aí entra a mente que me diz: tem calma, pensa onde já chegámos! E é não desmoralizar”.

Brand Story