Menu
Inicio Running Meia Maratona: Como se preparar para o grande dia?

Meia Maratona: Como se preparar para o grande dia?

O tão aguardado evento, por quem vibra com o ambiente único das provas físicas, está quase a chegar. Treinou, preparou-se, confie! Só falta mesmo as dicas finais para que também a mente esteja pronta.

meia maratona, preparação, corrida

1A ilusão terminou e está prestes a ver o resultado das últimas 12 semanas de preparação. Chegou o momento! É normal que se sinta ansiosa no dia da corrida, mas não pode deixar que esta sensação o faça desistir de tudo.

Contagem regressiva…

Na última semana antes da prova, deverá ter em conta alguns cuidados básicos como hidratar-se, comer de forma equilibrada e às mesmas horas, descansar e alongar bem, todos os dias.

No dia anterior, faça assim:

  • Saia e faça uma pequena corrida de 20 minutos, intervalada com quatro ou cinco sprints, para “ativar” o seu corpo. Todo o organismo e sistema nervoso ficarão melhor preparados para o dia da prova.
  • Não coma nada fora do habitual.
  • Tente evitar alimentos ricos em fibra que possam causar-lhe alguns problemas de estômago.
  • Fuja dos alimentos muito gordurosos. A digestão pesada não lhe permitirá descansar nas melhores condições.
  • Evite o consumo de bebidas alcoólicas (um copo de vinho não faz mal). Os excessos podem deixá-lo desidratado.
  • Não durma da parte da tarde para evitar que passe a noite acordado a olhar para o teto.
  • Deixe tudo pronto: a roupa, as sapatilhas, os acessórios eletrónicos, e o chip e o dorsal da corrida.

Ansiosa? É normal…

Esta situação ocorre, habitualmente, porque o treino foi muito exigente. A recomendação é que enfrente este desafio de uma forma positiva, com o pensamento de o desfrutar sem se comprometer com nada. É um dia para se divertir, para partilhar a experiência juntamente com milhares de outros corredores e nada a deve perturbar.

Levante-se da cama com tempo, entre duas a duas horas e meia antes da prova, para poder fazer uma digestão mais eficaz do pequeno-almoço. Assim que se levantar alongue suavemente os músculos e as articulações de forma a recuperar a sua flexibilidade.

Ao pequeno-almoço não coma nada a que não esteja habituada. Tome o habitual de todos os dias para se precaver desta situação. Verifique tudo antes de sair e garanta que vai à casa de banho antes de sair de casa.

Vamos para a zona de partida

Uma vez lá, aqueça entre 5 a 10 minutos. Alguns minutos antes da partida mantenha-se quente. Vista uma velha camisola ou uma t-shirt térmica. Depois da partida e durante a corrida poderá deitá-la fora para que fique mais cómoda. Em muitas provas, a organização recolhe estas roupas para as doar a associações, que depois as distribuem pelos mais necessitados.

Partida! Comece tranquila. Controlar o ritmo com o cronómetro poderá ser a forma mais simples de o fazer. Tente cumprir os primeiros três a quatro quilómetros numa passada ligeiramente mais lenta que o tempo que definiu como objetivo.

Seguem-se quilómetros de puro prazer. Deve sentir-se em forma e com muita vontade. Além disso, deve controlar o seu próprio ritmo para não se desgastar. Isto irá permitir-lhe correr mais, desfrutando de todo o ambiente, das pessoas e da cidade. Nesta fase, entre os quilómetros 10 e 12 deverá ajustar o ritmo em conformidade com o objetivo que definiu.

Hora do gel

Por esta altura, dependendo do local onde se situam os abastecimentos, está na altura de ingerir um gel. Não tenha pressas. Tomá-lo rapidamente pode fazer com que engula muito ar e isso pode provocar gases e distúrbios gástricos. A partir daqui começará a ultrapassar os primeiros corredores que partiram muito rápido, mas que agora estão a fraquejar. Começará também a ver aqueles que decidem aumentar a sua passada. Ainda é cedo. Deve controlar o tigre que está dentro de si até ao quilómetro 16-17.

Quando chegar a este marco deverá avaliar a sua condição física. Deve questionar-se se é capaz de aumentar o seu ritmo ou se vai desacelerar e chegar à meta como puder. É, psicologicamente, o momento mais crítico. Se não houver controlo, o mais provável é que, sem se aperceber, comece a aumentar o seu ritmo de forma gradual.

Moral em altas!

A partir daqui esta corrida já se tornou um sucesso pessoal. A sua moral está em altas e corre cheia de energia. Começou a ultrapassar muitos corredores, o que a deixa muito feliz. Chegar ao último quilómetro e à meta, onde estarão centenas de espetadores a apoiá-la, será a cereja no topo do bolo.

O momento em que ultrapassar a linha de meta será muito especial. Mas a prova não acaba aqui. A corrida ainda vai durar mais algum tempo. Entretanto não se esqueça de se manter hidratada, agasalhe-se e faça alguns alongamentos. A terceira parte desta história também faz parte da meia maratona. Partilhar a experiência com os seus amigos, familiares e companheiros de treino é muito importante e gratificante.

Brand Story