Menu
Inicio Saúde Mamilos invertidos: Características e preocupações, segundo uma médica

Mamilos invertidos: Características e preocupações, segundo uma médica

Apenas 5% da população mundial tem mamilos invertidos, mas é esta condição um sinal de alerta? Médica tira todas as dúvidas.

mamilos invertidos
iStock

Os mamilos são uma das partes do corpo humano que mais curiosidade suscitam, muito por culpa do cariz sexual a que estão associados. Por mamilo, entende-se a saliência no centro da mama, onde terminam os canais das glândulas mamárias. Há também quem os chame de ‘bicos do peito’, mas, na verdade, nem sempre são ‘bicos’.

Cerca de 5% da população mundial tem mamilos invertidos. Como assim? Ora, segundo a médica Stephanie Downs-Canner, em declarações à Women’s Health, os mamilos invertidos são aqueles que estão retraídos no peito, quase como se estivessem ‘enterrados’.

Tal condição pode acontecer quando os ductos lactíferos dos mamilos – responsáveis por distribuir leite para a superfície – são encurtados ou não completamente desenvolvidos, acabando por recuar no mamilo.

Mas é isto um sinal de alerta? Ora, se já nasceu com os mamilos invertidos, então não há que se preocupar, pois trata-se de uma má formação congénita benigna, diz a médica (embora possa causar algum transtorno na hora de amamentar ou causar mais sensibilidade). A visita a um ginecologista e a procura de aconselhamento médico em momentos de maior desconforto, seja físico ou emocional, é sempre uma forma de despistar potenciais problemas de saúde.

Contudo, se os mamilos mudam de forma e ficam invertidos já na idade adulta, então podemos estar perante um alerta. E aqui, mais uma vez, a visita ao médico é determinante.

De acordo com a especialista, os mamilos invertidos podem ser um sinal nem sempre claro de cancro – embora seja um dos que mais salta à vista, especialmente se a mulher ou o homem nunca tiver tido mamilos invertidos –, mas podem também ser o resultado de uma mastite, inflamação que afeta o tecido mamário e que surge à boleia da amamentação.

A retração do mamilo pode ainda acontecer à boleia da ectasia ductal mamária, uma condição maioritariamente benigna que surge quando o ducto do leito por debaixo do mamilo fica mais dilatado e curto, mas que, em alguns casos, pode ser um indicador de cancro.

Dependendo do tipo e grau de retração do mamilo, é possivel recorrer a alguns procedimentos manuais para estimular a saliência do bico.

Leia também

https://www.womenshealth.pt/saude/11-factos-saber-sobre-mamilos/

Brand Story