Vai publicar uma selfie? Responda primeiro a estas três questões

selfie

No dias que correm, as selfies assumem-se como uma das formas mais comuns de comunicar com o mundo digital.

Seja em casa, no ginásio, no carro, no trabalho, no restaurante e até mesmo no supermercado, os autorretratos são uma constante. Mas há riscos associados a este ato um tanto ou quanto narcisista.

Segundo os mais recentes estudos sobre o impacto das redes sociais no comportamento e bem-estar humano, o uso de redes sociais está associado à depressão, à ansiedade e até mesmo à tristeza.

Mas não só: As pessoas ficam com dificuldade em perceber o que é ou não real. E a situação pode agravar-se quando se está perante um vício em redes sociais.

Para a professora de Psicologia Renee Engelnm é importante responder a três questões antes de colocar online uma imagem. Estas perguntas irão ajudar a perceber qual o verdadeiro impacto destas imagens.

 

1 | Estou a publicar uma selfie porque quero sentir-me bem com a minha imagem?

Se a resposta é sim, então o melhor é perder esse hábito. Publicar imagens à espera da reação positiva das outras pessoas pode aumentar a baixa autoestima e até mesmo desencadear distúrbios alimentares.

Mas, e se a interação dos meus ‘amigos digitais’ for boa? O efeito positivo será apenas momentâneo e aumentará ainda mais a ansiedade face às reações futuras.

 

2 | Estou a mostrar o meu verdadeiro eu na selfie?

Se a resposta é não, este é mais um sinal para não continuar a fazê-lo. Se foi ao ginásio só para ter uma ‘prova’ nas redes sociais e acabou por não treinar, além de estar a ser desonesta com quem a segue, irá ficar triste e zangada por não ver resultados no corpo.

As imagens que se publicam online não só afetam a nossa autoestima, como podem também afetar quem nos vê. Sim, as pessoas vão achar que tudo o que faz é perfeito e sentir-se-ão mal por não conseguirem o mesmo.

 

 

3 | Vou publicar uma selfie porque me sinto deprimida ou ansiosa?

Mais uma vez, pare se a resposta é sim! Apesar do feedback poder ser até positivo, a verdade é que será momentâneo e nada real, pois muitas pessoas interagem umas com as outras à espera de uma reação real – o chamado follow for follow.

De acordo com a ciência, usar as selfies ou publicações online como escudo protetor contra a depressão e ansiedade nada mais vai fazer do que causar mal-estar e diminuir a satisfação com a vida.

Ads

ARTIGOS RELACIONADOS


OUTROS CONTEÚDOS GMG


Send this to friend