Menu
Inicio Nutrição Este é o ‘lado negro’ da alimentação saudável, diz a ciência

Este é o ‘lado negro’ da alimentação saudável, diz a ciência

alimentação saudável

Seguir uma alimentação saudável é meio caminho andado para ter mais saúde, mais energia e mais vitalidade. Até aqui, tudo certo, pois não restam dúvidas de que as escolhas são mais conscientes e benéficas para o consumidor.

Contudo, a alimentação saudável pode não ser, na verdade, assim tão saudável… para o meio ambiente.

Diz um recente estudo publicado na revista Plos One que as pessoas que seguem uma alimentação saudável têm um hábito nada amigo do Planeta (e da ética): Desperdiçam muita comida.

 

O ‘lado negro’ da alimentação saudável

Segundo o estudo levado a cabo por cientistas norte-americanos, as pessoas que seguem uma alimentação saudável e mais consciente dos benefícios e origem dos alimentos são, na verdade, as que desperdiçam mais comida.

Só nos Estados Unidos – país que serviu de base para a investigação – 39% do desperdício alimentar inclui fruta, vegetais e refeições à base de alimentos vegetais.

Os produtos lácteos representam 17% do desperdício alimentar, seguindo-se a carne, 14%.

Segundo a investigação, cada norte-americano desperdiça, em média, 422 gramas de comida por dia.

Para os mentores do estudo, as conclusões obtidas apenas reforçam a importância de melhorar a saúde humana e do ambiente através da escolha consciente de alimentos e do consumo ponderado dos mesmos.

“Aumentar o conhecimento dos consumidores sobre a preparação e armazenamento das frutas e vegetais pode ser uma solução prática contra o desperdício”, lê-se na investigação.

 

https://www.womenshealth.pt/nutricao/aprenda-escolher-pao-saudavel/

Brand Story