Menu
Inicio Treino Este exercício é um boost para o metabolismo

Este exercício é um boost para o metabolismo

Não existem exercícios ou planos de treino mágicos. Mas, alguns treinos e exercícios podem ser mais eficazes do que outros para alcançar os seus objetivos.

Este exercício é um boost para o metabolismo

Que não existem exercícios ou planos de treino mágicos, isso já sabe. Mas, alguns treinos e exercícios podem ser mais eficazes do que outros para alcançar os seus objetivos.

Ora, claro que isto vai depender de vários fatores como, por exemplo, qual é o seu objetivo final. O que deve sempre garantir é que os seus treinos são preparados para si, especificamente, de modo a não se lesionar nem puxar o corpo além da sua capacidade física. Apesar de haver exercícios que são lei quando o objetivo é ter um corpo tonificado, também existem outros que podem surpreendê-la.

Correr pela vida

Não existem milagres e deve sempre optar por uma rotina de treinos variada e adequada a si. Mas, e se lhe disséssemos que existe uma máquina no seu ginásio que pode dar um boost ao seu metabolismo?

Confesse, não é muito fã da passadeira. Andar a pé é algo que já faz bastante no seu dia-a-dia, entre o escritório e os transportes ou entre o carro e o trabalho. Mas, se calhar devia usar mais a passadeira do seu ginásio.

Não precisa de correr à velocidade máxima, nem de focar o treino completamente nesta máquina, mas um estudo recente diz que usar a passadeira ativa um circuito cerebral (melanocortina) relacionado com o apetite, com níveis mais baixos de açúcar no sangue e com uma melhoria do metabolismo.

Esta pesquisa vem ao encontro da ideia de que o cérebro tem um poder significativo no desempenho do exercício físico e de que os treinos podem ser uma forma de melhorar o metabolismo.

Um exercício e 48 horas de benefícios

Os investigadores do Texas chegaram mesmo à conclusão de que um único treino pode aumentar a atividade dos neurónios, mas estas alterações duram mais tempo quanto mais treinar. Um treino de apenas vinte minutos a correr na passadeira causou um decréscimo no apetite dos ratos de até seis horas. Assim, se realizar este treino durante uma hora, o seu metabolismo vai ganhar um boost durante dois dias.

“Este resultado pode explicar ao nível do circuito neural, o porquê de muita gente não sentir fome imediatamente após fazer exercício físico”, explica Kevin Williams, neurocientista da Universidade do Texas. Os investigadores concluem que o circuito neural da melanocortina pode ser alterado também pelo exercício físico, além da alimentação, como já tinha sido provado.

A ativação desta função cerebral pode ser especialmente relevante para quem precisa de uma regulação constante da glucose, ou seja, para quem sofre de diabetes.

Benefícios mais além de um corpo tonificado

Ao controlar os níveis de açúcar no sangue, este tipo de exercício é ainda uma boa forma para combater a diabetes. Para saber tudo sobre a doença da diabetes veja este artigo da Women’s Health, onde desmistificamos todas as dúvidas.

Um dos mitos, quando se fala da diabetes, é de que um diabético não pode realizar exercício físico. Mas, essa premissa está, de facto, bem longe da realidade. O que deve acontecer é um maior controlo dos índices glicémicos da pessoa, para garantir que o exercício é feito em segurança.

Brand Story